O teu cão e o carro: Segurança e conselhos – Parte I

O teu cão e o carro: Segurança e conselhos – Parte I

Se gostas de aproveitar os fins de semana ou feriados para passar bons momentos com o teu amigo, ir com ele no carro deve ser uma experiência agradável e segura, tanto para ti como para o teu cão.

Um dos problemas que podes encontrar é que o cão não esteja habituado a andar de carro ou tenha medo de entrar nele, quer seja porque é a primeira vez ou porque não está habituado. Se for esse o caso, podes fazer alguns exercícios para habituar o cão ao carro e que o perceba como algo positivo:

  • Com o carro parado, deixa o cão subir e cheirar. Em poucos segundos tira-o e repete o exercício, aumentando gradualmente o tempo.
  • Quando o cão estiver dentro do carro, acaricia-o para se relaxar e ficar deitado e tranquilo antes de sair do carro.
  • Realiza os mesmos exercícios, mas com o motor ligado para o cão se habituar ao som.
  • Finalmente, realiza trajetos muito curtos, aumentando o tempo progressivamente e premiando sempre o cão pelo bom comportamento.

Quando viajares de carro com o teu cão, tem em conta também estes conselhos:

  • Não deixes que o cão ponha a cabeça de fora pela janela.
  • Se fizeres uma viagem longa, não te esqueças de parar cada hora e meia ou duas horas para dar água ao cão e esticar as patas.
  • O animal deve fazer as suas necessidades antes de sair de viagem.
  • Se o cão está pouco habituado ao carro, dá-lhe um comprimido para o enjoo. Desta forma vais prevenir possíveis problemas desagradáveis.
  • Não deixes o cão sozinho dentro do carro por mais de 10 minutos e sempre à sombra, com ventilação.
  • Não te esqueças da sua documentação e todo o necessário para a alimentação e a higiene.
  • Se viajares fora da tua região ou ao estrangeiro, informa-te sobre os requisitos necessários e tem previsto algum veterinário no destino, caso aconteça alguma emergência.

Agora que vai chegar o bom tempo, desfruta à grande de umas férias ou de uma escapada de forma segura para ti e para o teu cão. O mais importante é viajar, desfrutar e voltar!

Ricardo Antón. Educador e treinador de cães.

Deixe um comentário