Shih Tzu

,

Os Shih Tzus são simpáticos cães, com olhos grandes e focinho achatado. Eram considerados animais sagrados na China. São uma raça muito familiar e carinhosa, mas com uma personalidade independente e, às vezes, um pouco teimosos.

História do Shih Tzu o “cão leão”

A raça tem a sua origem na China, a região do Tibete. Era um cão muito apreciado na cultura chinesa e estava muito ligado à religião budista. No século XVIII o Imperador da China já contava com vários exemplares de Shih Tzu, mas possivelmente já existiam desde o século VII como Lhasa apsos de pequeno tamanho. Mas em 1908 a raça perdeu popularidade após a morte da imperatriz Ts’eu-hi, que adorava estes cães e tinha mais de 100 Shih tzus.

No início de 1930 a raça voltou a ter popularidade, e 4 anos mais tarde fundou-se o primeiro Clube especializado. Esse mesmo ano a raça extinguiu-se da China devido à invasão japonesa. Antes da sua extinção chegaram a Europa através de viajantes que os traziam da China, e tornaram-se a raça favorita dos ricos, substituindo aos Lhasa Apso.  Em 1955 a raça também se fez popular nos Estados Unidos.

O Shih Tzu procede do cruzamento do pequinês com, provavelmente, o Lhasa Apso, mas este último não é 100% seguro. O nome significa “cão leão” em chinês, pois foram criados como cães de guarda representando os leões guardiões chineses, considerados como cães sagrados.

Características físicas dos Shih Tzus

A raça pesa entre 4,5 e 8 kg e tem uma altura de 20-30 cm. É um cão de tamanho pequeno, corpo alongado e pata curtas, com um peito largo. A sua caraterística mais chamativa é, sem dúvida alguma, o seu focinho achatado (braquicéfalo) e os seus grandes e expressivos olhos arredondados. Têm uma cabeça arredondada e larga com orelhas caídas, ambas repletas de pelo e com uma grande barba e bigodes. A cauda é tipo espanador e se enrosca sobre o lombo.

O pelo é longo e liso, com uma camada dupla que requer de uma manutenção constante, já que cresce muito rápido. O manto costuma cair reto até o solo e apanha-se o pelo na cabeça para deixar os olhos descobertos. Também é possível cortar o pelo muito curto para um cuidado mais simples e uma maior comodidade. As cores são muito variadas: cinzento, branco com castanho, branco com preto, tricolor ou mistura dos anteriores com dourado e canela.

Apesar do seu pequeno tamanho, tem um corpo robusto e forte, com patas musculosas, por tanto está preparado para dar longas caminhadas.

Como são os cães da raça Shih Tzu?

De uma coisa não há dúvida: os Shih Tzus são adoráveis. Mas, principalmente, são carinhosos, sociáveis e muito leais. São cães muito tranquilos e equilibrados, poderiam passar horas e horas deitados no sofá, por tanto são ideais para viver em um apartamento. Adoram passar tempo com a sua família, mas são um pouco desconfiados com os estranhos, no entanto às vezes acabam por ganhar carinho por pessoas de fora do círculo familiar. Não são muito sociáveis com cães desconhecidos, mas adoram as crianças.

São cães alegres e brincalhões, com um caráter meigo. Contudo, também são muito independentes e um pouco teimosos, com uma atitude, em ocasiões, altiva. Os Shih Tzus costumam demandar muita atenção e isto ocasiona que acabemos por consenti-los. Além do mais, podem acabar por ladrar muitos para conseguir o que querem.

É muito comum na raça a forma de caminhar, altiva e com certa arrogância.

Problemas de saúde

São cães bastante saudáveis e não foram detetadas doenças hereditárias que se associem à raça. Contudo, podem padecer de infeção de olhos e ouvidos, artrose, entrópio, problemas respiratórios… Os olhos grandes e o pelo que cai sobre eles pode causar atrito e irritação; também podem aparecer úlceras oculares por algum golpe. O excesso de pelo nos ouvidos pode dar o acúmulo de cera e a otite externa. O focinho curto faz com que sejam propensos aos golpes de calor e a roncar. Além do mais, podem nascer com os orifícios nasais demasiado pequenos e dificultar a respiração. Os problemas de costas podem surgir com a idade por ter o dorso alongado; aconselha-se evitar os saltos bruscos.

A sua esperança de vida é de 13-15 anos, mas podem viver mais tempo se têm bons cuidados e uma boa alimentação.

Miriam Zazo

Veterinária Tiendanimal

« Anterior

Sintomas de problemas digestivos nas aves

Podem-se misturar diferentes répteis em um terrário?

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.