Samoiedo

,

Este cão sempre acompanhou as tribos nómades dos Samoiedos, de onde vem o seu nome. A sua origem remonta à pré-história, já que é uma raça natural, não criada pelo homem mediante cruzamentos, e sim por seleção natural tendente à sua conservação e robustez. A sua existência nómada desenvolveu-se na Sibéria, onde acompanhava as tribos e colaborava no cuidado dos rebanhos de renas, puxava dos trenós e participava na caça, inclusive se enfrentava aos ursos. Foi utilizado por Scott na sua segunda tentativa para chegar ao Polo Sul.

Ao longo de séculos de convivência com o homem, o samoiedo adquiriu uma domesticidade única, que faz com que atualmente seja um animal de companhia. Também tem contribuído para isto a sua magnífica pelagem, totalmente branca, com madeixas prateadas.

É forte, ativo, engraçado e resistente aos climas muito frios. Tendem a trotar. A sua expressão é muito atrativa, pois parece que está a sorrir quando abre a boca.

Aspeto geral do samoiedo

  • Cabeça potente, em forma de cunha, com stop pronunciado. Focinho de longitude média. Nariz preto ou castanho escuro. Lábios pretos ou castanhos. Olhos pretos, oblíquos, profundos, muito separados, de pálpebras muito pigmentadas. Orelhas grossas, triangulares, ligeiramente arredondadas em ponta, bem separadas e cobertas de pelo por dentro e por fora.
  • Corpo robusto, de longitude média. Pescoço forte. Dorso largo e musculoso. Lombos retos, muito fortes. Garupa desenvolvida, peito amplo e profundo, atingindo os cotovelos.
  • Extremidades de ossos sólidos e bem musculosas. Pés grandes e um pouco planos, alongados, com dedos ligeiramente separados e arqueados, cobertos de pelo.
  • Cauda espessa e longa, chega até os jarretes em repouso e é levada sobre o dorso não muito grudada ao corpo quando está em ação.
  • Manto. Pelagem branca pura, branca e creme ou totalmente creme. Pelo reto e áspero, não deitado sobre a pele, de longitude média; curto e denso na cabeça e nas patas. Franjas na parte posterior das extremidades anteriores e coxas. Colar abundante. Tem, além do mais, pelo denso, fino, suave e curto.
  • Tamanho variável, o padrão oficial é de mais de 52 cm para os machos e mais de 45 cm para as fêmeas. Há diferenças entre este e o padrão europeu e o americano.
  • Defeitos: olhos azuis. Dorso comprido. Patas curtas. Jarretes desviados, joelhos retos. Outras cores de pelagem. Pelo encaracolado. Admitem-se na Europa variedades pretas, cor tipo lobo, leão e alaranjado.
  • Problemas de saúde: não há doenças típicas da raça.

SOBRE O AUTOR

Miriam Zazo

Ajudante Técnico Veterinário especializada em etologia canina. Tiendanimal me permite trabalhar no que mais me apaixona: o mundo animal. Consigo conciliar o meu trabalho com voluntariados em protetoras, santuários, reservas e qualquer evento ou atividade relacionada. Tenho participado de diversos seminários e cursos relacionados com a educação canina, as aves, a primatologia e muito mais. Desfruto a aprender cada dia mais destes incríveis companheiros com os que temos a sorte de conviver.

« Anterior

Schnauzer

Salmonela: os répteis são perigosos para as crianças?

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.