Dia Mundial dos animais, uma data para consciensializar

Os animais fazem parte da nossa vida. É um facto que ultrapassa fronteiras, culturas e ideologias. E a nossa própria sobrevivência depende da sua preservação.

Por isso, é extremamente importante a consciencialização pelo bem-estar animal, já que, independentemente de ter um contacto mais ou menos estreito com estes seres vivos, a sua contribuição para o ecossistema é irrefutável, até ao ponto de que qualquer pequena alteração no seu estilo de vida pode quebrar o equilíbrio biológico da Terra.

Assim, que o Dia Internacional dos Animais sirva para reivindicar um trato mais ético para estes seres vivos, mais ainda tendo em conta os numerosos estudos e contributos de investigadores que mostram que uma convivência pacífica entre humanos e animais é realmente benéfica para sustentabilidade do planeta.

Quando é o Dia dos Animais?

4 de outubro é a data escolhida para festejar o Dia Mundial dos Animais.

A 4 de outubro de 1929 teve lugar um congresso onde a Organização Mundial de Proteção Animal, impulsionada pelo escritor e forte defensor dos direitos destes seres vivos, Heinrich Zimmermann, aprovou esta data com a finalidade de promover a conservação da fauna.

Além disto, esta efeméride coincide com o dia em que se comemora a obra de São Francisco de Assis, protetor dos animais.

Porque se comemora o Dia Internacional dos Animais?

O principal motivo pelo qual se festeja o Dia Mundial dos Animais está na importância que estes seres vivos assumem na hora de garantir uma série de condições que fazem possível a vida na Terra.

Partindo desta premissa, são numerosas as organizações internacionais que já há décadas promovem estratégias que asseguram o cuidado dos animais em todo o mundo. É o caso da Declaração Universal dos Direitos dos Animais, que foi aprovada pela Organização das Nações Unidas (ONU), ou a recente aprovação da proposta de lei em Espanha, na qual os animais deixaram de ser “coisas”.

Também a contribuição dos especialistas na hora de dar manifesto às múltiplas bondades que vêm no seguimento da interação respeitosa com os animais provocou uma alteração na mentalidade, com a qual se pretende educar diferentes gerações, especialmente as futuras, em prol de preservar a sustentabilidade do planeta.

Definitivamente, trata-se de um exercício de interiorização que exige contínuos esforços para evitar e perseguir os atos que se perpetuam contra os animais, como a caça ilegal, o tráfico de espécies ou a desflorestação, sem esquecer os efeitos das alterações climáticas (onde a ação humana influi de maneira decisiva).

Um dos exemplos mais evidentes é que, atualmente, cerca de 5.200 espécies animais à volta do mundo estão em perigo de extinção, tal como alerta a União Internacional para a Conservação da Natureza.

Por isto, trata-se de fomentar a criação de reservas naturais junto de programas de reprodução, reintrodução e até de melhora genética, com o objetivo de conservar toda a fauna que povoa a Terra.

Contudo, entre os objetivos de desenvolvimento sustentável estabelecidos na ONU para 2023, contempla-se a conservação dos oceanos, mares e recursos marinhos, para além da gestão das florestas, da luta contra a desertificação, da degradação da terra e da perda da biodiversidade, fundamentais para manter as condições de vida tal as conhecemos no planeta.

Por isto e muito mais, na Tiendanimal também celebramos hoje o Dia Mundial dos Animais, apoiando e reivindicando todos os motivos pelos quais se comemora este dia.

« Anterior

Gato Ocicat: Aconselhamento, cuidados e características

Adotar um gato vadio

Seguinte »

Black Friday