Adotar um gato vadio

Queres adotar um gato vadio? Este é certamente um passo muito importante e há muitas coisas a considerar antes de tomares a tua decisão. Certamente queres que o teu novo membro da família seja feliz contigo e se adapte à sua nova vida da melhor forma possível. É por isso que, neste artigo, te diremos todos os pontos cruciais para tornares a mudança tão suportável quanto possível para o teu felino.

Porque deves adotar um gato vadio?

O principal motivo e razão para adotar um gato vadio é ajudar a reduzir o número de gatos abandonados e dar a um animal de rua a oportunidade de viver na segurança de um lar.

Todos os anos, durante a primavera e o verão, que são os meses de reprodução, o número de gatos bebés vadios aumenta consideravelmente, tornando-se um problema. Por esta razão, indivíduos e organizações de proteção animal dedicam-se altruisticamente a capturar e esterilizar (CES) os gatos a fim de evitar mais ninhadas e gatos abandonados. 

Ao adotar um gato vadio estás não só a promover a adoção, mas também a evitar que o animal tenha de enfrentar a dura vida nas ruas, os perigos envolvidos e, em muitos casos, a morte por doença ou acidente. Apesar do que muitas pessoas pensam, a vida de um gato na rua não é nada fácil e a sua esperança de vida é muito mais curta do que a de um gato doméstico; entre 2 e 5 anos em comparação com os 20 anos que pode viver com bons cuidados.

Ao adotares um gato bebé, conseguirás que se adapte melhor ao lar, às pessoas e outros animais com quem vives, uma vez que ainda não está habituado à vida na rua. Além disso, serás capaz de o educar e socializar nos seus primeiros meses de vida, que são decisivos.

Como ganhar a confiança de um gato vadio?

A resposta é bastante simples e aplica-se à conquista da confiança de qualquer animal, bebé ou adulto: tempo, espaço e paciência.

Os animais precisam sempre de um período de adaptação, que pode durar um período de tempo mais curto ou mais longo. Durante este período, deves dar-lhe o seu espaço e fazê-lo sentir-se seguro. O gatinho deve ver que não és um perigo e que, pelo contrário, és algo muito positivo para ele.

A melhor maneira de conseguir isto é, primeiro, deixá-lo sozinho durante alguns dias para que se acalme e se sinta seguro no seu novo espaço; depois, com guloseimas e jogos que o encorajam a interagir contigo, ele não resistirá! Cada gato é diferente: alguns confiarão em ti desde o primeiro minuto, enquanto outros levarão dias, semanas ou mesmo meses para se sentirem seguros e se aproximarem de ti.

Dá ao teu felino o tempo que ele precisa, aproxima-te sempre devagar e com calma, com movimentos lentos e uma voz suave, e nunca o repreendas ou castigues.

Porquê adotar um gato vadio adulto?

Infelizmente, os gatos adultos têm sempre muito mais dificuldade do que os gatos bebés quando se trata de encontrar uma família. Por conseguinte, encorajamos-te a considerar esta opção para dar uma oportunidade a um animal com muito menos hipóteses do que outros.

Tem em mente que um gato vadio adulto já está habituado à vida na rua e, portanto, a sua adaptação pode ser muito mais complicada e demorada do que a de um gato bebé. Contudo, nem sempre é este o caso, pois há gatos na rua que são extremamente sociáveis e anseiam ter uma família humana. Com exceção dos casos extremos de gatos selvagens (que nunca tiveram contacto humano e não são adequados para viver dentro de casa), praticamente todos os gatos vadios adultos se adaptarão à vida numa casa sem problemas.

Como vantagem em relação à adoção de um gato bebé, com gatos adultos já se conhece o seu carácter desde o primeiro momento: se são tímidos, ousados, calados, ativos, apegados, independentes… Basta passar algum tempo com eles para os conhecer. É claro que nem todos eles mostrarão um carácter próximo desde o início; isso não significa que não possam tornar-se gatos realmente afetuosos.

A Tiendanimal encoraja-te a optar por adotar um gato vadio adulto, não te vais arrepender!

Adaptação de um gato vadio a uma casa

A mudança é sempre difícil, e com gatos não o é menos: quando um gato é adotado, a primeira coisa que vai querer fazer é explorar toda a casa, mas com um gato que acabou de ser resgatado da rua, é muito provável que fique debaixo de uma peça de mobiliário até se sentir seguro para investigar.

Como já mencionámos, é necessário dar-lhe tempo e espaço até se habituar e nunca o forçar a sair, porque ele irá interpretar isto como algo negativo. Ganha a sua confiança com comida saborosa todos os dias e brinquedos divertidos, sem teres de te aproximar demasiado ou tocar-lhe nos primeiros dias: vai apenas até onde ele te permitir.

Tenta preparar e adaptar um espaço para ele, com a sua água, comida, caixa de areia e cama, separados das zonas de passagem, para que ele sinta que é a sua zona segura. Podes usar feromonas para o fazer sentir-se ainda mais seguro.


O que fazer se o gato vadio não se adaptar à tua casa?

Viver com um gato vadio pode, por vezes, tornar-se complicado porque não se adapta bem às suas novas circunstâncias. Tem em mente que ele veio de uma situação em que impôs as suas próprias regras, rotinas, horários e até seguiu outros gatos, além de viver num ambiente aberto e não fechado.

Com paciência e respeito, o teu gato pode habituar-se à sua nova vida e tornar-se um gato doméstico e um companheiro ideal. Para isso, é essencial tratá-lo com cuidado e não forçá-lo. Se, apesar de lhe ofereceres o espaço de que necessita, comida e brinquedos saborosos, o tempo passa e ele ainda não se adapta, podes contactar o abrigo ou um treinador para te ajudar a compreender onde reside o problema e como resolvê-lo; pode ser que, sem te aperceberes, não estejas a agir corretamente ou não compreendas totalmente as necessidades do teu gato.

O contacto e a abordagem devem ser sempre progressivos e à velocidade definida pelo gato, e não por ti. Quando vires que ele está confortável e recetivo, será tempo de dares um pequeno passo em frente, mas não exageres sempre, pois isso poderia fazer com que ele regredisse.

Dicas para a adoção de um gato vadio

Para manteres o teu gato feliz e fazer a transição da rua para a tua casa o mais confortável possível, aqui estão algumas dicas essenciais para a adaptação do teu gato:

  • Uma cama: Ter um lugar confortável para dormir fá-lo-á sentir-se bem na sua nova casa.

  • Um poste de arranhar: Os gatos usam muito as suas garras, especialmente os gatos vadios, pelo que um poste de arranhar satisfará o seu desejo e necessidade de arranhar. Descobre aqui como ensinares o teu gato a usar um poste de arranhar.

  • Alimentação: É essencial oferecer alimentos saudáveis, equilibrados e saborosos; os gatos podem por vezes ser muito picuinhas e exigentes, pelo que poderás ter de encontrar os alimentos de que eles gostam.

  • Uma caixa de areia: É importante colocá-la num local onde se possa vê-la e que não esteja demasiado perto da sua cama ou comida, pois não gostam de comer ou descansar perto de onde se aliviam.

  • Brinquedos: Os brinquedos vão ajudá-lo a perder os seus medos e ajudar-te a criar laços com ele.

Por último, mas não menos importante, a paciência é uma virtude. Não é surpreendente que, mesmo após alguns dias, o teu gato se recuse a sair na tua presença. Esperará pelos momentos mais calmos do dia para explorar a casa. De facto, pode tentar fugir no início, por isso certifica-te de que as janelas e portas estão fechadas; é essencial instalar redes mosquiteiras por segurança. É apenas uma questão de tempo até que o teu gato se adapte e ganhe gradualmente a tua confiança.

Na Tiendanimal estamos empenhados na adoção e encorajamos-te a visitar as nossas lojas físicas para conhecer os gatos que temos para adoção à espera de encontrar uma família. Ajudamos-te em tudo o que precisares!

Ajudante Técnico Veterinário especializada em etologia canina. Tiendanimal me permite trabalhar no que mais me apaixona: o mundo animal. Consigo conciliar o meu trabalho com voluntariados em protetoras, santuários, reservas e qualquer evento ou atividade relacionada. Tenho participado de diversos seminários e cursos relacionados com a educação canina, as aves, a primatologia e muito mais. Desfruto a aprender cada dia mais destes incríveis companheiros com os que temos a sorte de conviver.

« Anterior

Dia Mundial dos animais, uma data para consciensializar

Raiva nos gatos 

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.

Natal