Os gatos e as janelas

Com o bom tempo, as janelas das nossas casas ficam abertas muitas horas do dia e os gatos, com a sua grande curiosidade, podem permanecer horas deitados na sua borda, o que pode ser um grave risco para a sua segurança.

Entre os acidentes mais graves, que os gatos domésticos costumam sofrer, o mais frequente, é a queda desde grandes alturas. Um pássaro a voar, ou até mesmo uma mosca, pode ser um estímulo poderoso como para que, o nosso gato, se esqueça de onde se encontra e se precipite ao vazio, com graves consequências na maioria dos casos.

Mesmo que sejam animais muito ágeis, não é raro que por distração ou erro de cálculo acabem com os seus ossos no solo. O alto índice de sobrevivência a estas quedas lives deve-se a fato de adotarem instintivamente a melhor postura para amortecer o golpe, daí a sua fama de terem sete vidas, mas entre os que sobrevivem, muitos perdem-se.

Pese ao refrão (cair de pé como um gato), não são poucos os que, como  consequência destas quedas, sofrem de fraturas de maior ou menor gravidade ou lesões internas, que os veterinários batizaram como síndrome do gato paraquedista.

Gatos paraquedistas

O termo de gatos paraquedistas aplica-se aos felinos que, seja por curiosidade, como por falta de cálculo, ou por um descuido, acabam com os ossos no chão, após uma queda de vários metros de altura.

Quando o gato percebe a aceleração da queda, adota uma postura encolhida, com as patas esticadas, o que lhe permite, ao chegar ao solo, amortecer o efeito do impacto. Além disso, momentos antes de tocar o chão, o gato estica-se para aumentar ao máximo a sua superfície e com o roçamento com o ar (de forma similar a uma paraquedista), freia aos poucos a sua queda.

As possíveis lesões às que um gato paraquedista se enfrenta são inúmeras, e as consequências de tais lesões dependem fundamentalmente de:

·         A altura e a velocidade da queda. Afetam diretamente a capacidade de reação do animal para pôr em funcionamento o seu mecanismo fisiológico de amortecimento de quedas.

·         A zona do impacto.  Não é o mesmo cair sobre um rígido, frio e impenetrável solo de cimento do que sobre uma relva macia do um parque.

·         A arquitetura e os elementos exteriores do prédio. Na queda o animal pode encontrar-se com estendais ou toldos que ajudam a amortecer, de alguma forma, o desastre.

As fraturas mais habituais são as de fémur, os ossinhos das extremidades anteriores e as da mandíbula e as lesões internas rompimento da bexiga, traumatismos diversos no baço, lesões no pulmão…).

Mesmo que o nosso gato não apresente nenhuma lesão visível após a caída, a revisão do veterinário é fundamental. Muitas lesões não são visíveis logo após a queda e por tanto não podemos descartar um problema ante a inexistência de sintomas.

Prevenir as quedas

Para evitar as quedas dos nossos felinos devemos tentar evitar o seu contato com as alturas. Existem sistemas de fechos para janelas e varandas, em forma de malha ou mosquiteira, de todos os tipos de materiais, com variados sistemas de fabricação, tanto profissionais, como caseiros… Qualquer um deles, se evitar a queda, é bom.

A outra forma de evitar a queda é utilizar o bom senso, isto é manter afastado o nosso gato das zonas de risco. Por isso é fundamental que o nosso gato se encontre identificados mediante o microchip.

Se o animal cair e as suas lesões não são graves pode ficar quetinho e perto da zona da queda, mas também pode correr apavorado e desorientado, por tanto a sua localização seria difícil, ou quase impossível, sem a adequada forma de identificação.


Ajudante Técnico Veterinário especializada em etologia canina. Tiendanimal me permite trabalhar no que mais me apaixona: o mundo animal. Consigo conciliar o meu trabalho com voluntariados em protetoras, santuários, reservas e qualquer evento ou atividade relacionada. Tenho participado de diversos seminários e cursos relacionados com a educação canina, as aves, a primatologia e muito mais. Desfruto a aprender cada dia mais destes incríveis companheiros com os que temos a sorte de conviver.

« Anterior

Os animais de estimação nas festas

Decoração do Aquário

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.

Natal