O bigode do gato: tudo o que deves saber

O bigode do gato: tudo o que deves saber

O bigode do gato ou as vibrissas são esses pelos rígidos e longos tão característicos situados ao redor do focinho do teu felino. Mas sabias que têm funções muito importantes na vida do gato?

O bigode do gato

O bigode é importante para a exploração e a comunicação dos gatos. Mas também servem para suprir a pouca visão de perto que eles têm. Mesmo que pareçam uns simples pelos rígidos, o certo é que com eles exploram o território e ajudam a caçar e a movimentar-se com soltura quando não há luz.

Têm uma média de entre 16 e 24 bigodes no total, distribuídos aos lados do nariz; alguns gatos têm mais, outros podem ter menos. Também costumam ter na “sobrancelha” e no queixo. Além do mais, têm um grossor 3 vezes maior que os demais pelos. São uma espécie de recetores muito sensíveis com um papel muito importante no sentido do toque.

Os bigodes do gato servem para comunicar e expressar as suas emoções. Dependendo da posição dos bigodes, podemos saber se estão tranquilos (quando estão de lado, relaxados), assustados, bravos ou em estado de alerta (para trás, grudado ao rosto).

Devido às terminações nervosas tão simples dos bigodes, é recomendável servir a comida em recipientes que sejam planos e largos, não altos, assim não será desconfortável ao comer.

Para que serve os bigodes do gato?

O bigode do gato possui recetores nervosos que detetam a pressão e o movimento. São capazes de detetar a velocidade e direção do ar, o que ajuda a perceber qualquer objeto ou animal quando se aproxima.

Mas uma das funções mais importantes do bigode do gato é que ajudam a compensar a falta de visibilidade. Os gatos, pela sua natureza caçadora, têm desenvolvido uma incrível agudeza visual a longa distância e no escuro. Contudo, têm dificuldade para ver a menos de 30 cm. As vibrissas compensam esta limitação da vista captando com elas os diferentes estímulos e sendo capazes de oferecer uma imagem 3D do que têm na frente.

Como curiosidade, os bigodes também servem para saber se cabem num buraco estreito. Porquê? Acontece que a longitude das vibrissas costuma coincidir, aproximadamente, com o largo do seu corpo. Mas nem sempre é assim; por exemplo, isto não seria uma medida válida nos gatos com obesidade. Por isso, os gatos costumam explorar com a sua cabeça antes de entrar em um espaço pequeno para ter a certeza, através dos seus bigodes, se cabem ou não.

A função do bigode do gato

Os bigodes ajudam os gatos a:

 

  • Comunicar-se
  • Expressar as suas emoções
  • Movimentar-se no escuro e evitar colidir em objetos
  • Calcular distâncias e espaços
  • “Ver” de perto
  • Criar uma imagem 3D do que têm na frente
  • Explorar o território
  • Oferecer informação do entorno através dos recetores nervosos que se encontram na sua base
  • Alertar do que acontece ao seu redor e proteger-se dos perigos
  • Caçar

Posso cortar os bigodes de um gato?

Definitivamente NÃO. Como já viste anteriormente, os bigodes do gato são muito importantes para muitas coisas. Se os cortas prejudicas o seu sentido de orientação, o seu movimento e a sua forma de comunicar-se. Além do mais, terão problemas para medir as distâncias e é provável que colidam com objetos. Inclusive pode afetá-los emocionalmente.

O bigode do gato cresce?

Como o restante do pelo, o bigode cai e cresce novamente, isto é, crescem sim. Mas como já sabes, nunca deves puxar deles nem os cortar.

Se um gato perde bigodes mais do que o normal, pode indicar que tem algum tipo de alergia, parasitas, ansiedade ou stress.

 

Conhecias alguma destas funções dos bigodes dos gatos? Sabias que eram tão importantes para eles? Partilha connosco a tua experiência!

Deixe um comentário