O ritual felino de higiene

A limpeza do pelo e da pele não é somente uma questão de higiene pessoal para os gatos, que podem passar até um terço do seu tempo vital diário a limpar cuidadosamente todos os cantos do seu corpo.

A limpeza do pelo e da pele não é somente uma questão de higiene pessoal para os gatos, que podem passar até um terço do seu tempo vital diário a limpar cuidadosamente todos os cantos do seu corpo. Dessa forma, mantêm a sua pele em boas condições e a deixam mais brilhante e impermeável, ao estenderem com a sua língua a gordura secretada pelas glândulas cutâneas.

As lambidas também representam uma formidável massagem anti-stress, graças a uma multidão de recetores sensoriais localizados na derme. No entanto, o gato é pouco sensível às variações de temperatura. Lembremos do gosto felino pelos aquecedores. Mas, antes de tudo, é uma questão de personalidade, já que precisam manter o seu próprio odor corporal e assim demarcar território.

Se observares atentamente o ritual de higiene do teu gato, vais poder perceber que, invariavelmente, segue uma ordem concreta que se repete em cada sessão. Costumam começar pelas patinhas dianteiras, flancos, rabo e patinhas traseiras para terminar com a carinha, onde demoram um longo tempo. Apesar de ser parecido para todos os gatos, cada um segue o seu próprio ritual individual.

Os pelos de cobertura são longos e rígidos, responsáveis pela cor da pelagem, protegem contra a chuva e podem ficar arrepiados em situações de perigo ou de frio extremo. Os pelos flexíveis do rabo e o subpelo são finos e ondulados, funcionam como isolantes térmicos.

Assim como o nosso cabelo, a pelagem felina cresce por volta de 2 mm por semana e se renova em ciclos mensais. A luz diurna é um fator determinante nos períodos de troca de pelo.

Desta forma, um gato que vive no exterior faz duas trocas de pelo ao ano, enquanto um gato de interior faz trocas durante o ano inteiro. Um gato costuma ter uma capa com cerca de 800 e 1.600 pelos por centímetro quadrado de pele, ou seja, o dobro de pelagem de um cão.

A escovação do gato

A escovação do gato deveria ser parte da rotina higiênica normal, mas em certas raças de pelo longo como os gatos persa e os angorá, esta prática se torna obrigatória, pois requerem uma higiene diária que eles não conseguem proporcionar a si mesmos, já que não alcançam zonas como axilas, virilha, ventre e parte traseira das orelhas. Caso contrário se formariam nós consideráveis que limitam a sua mobilidade e provocam muito incômodo no gato.

Se o teu gato de pelo longo não se move ou rejeita certas manipulações, vigie o estado do seu pelo, já que em alguns casos a situação chega ao ponto de termos que retirar toda a capa de pelo, mediante uma sessão de cabeleireiro. Além disso, o pelo com nós retém pó e sujidade e impede que a pele respire corretamente, o que pode provocar feridas e dermatite.O ideal é acostumar o animal desde pequeno à escovação. Escolher um material adequado também é importante. Uma boa carda e um pente de metal com cerdas longas e estreitas para terminar de desembaraçar tornam-se os melhores aliados da higiene e da beleza do gato.


« Anterior

O que podem comer os porquinhos-da-índia?

O que é a coprofagia?

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.