O que é a coprofagia?

De certeza já ouviste falar sobre a coprofagia, um problema que padecem alguns dos nossos animais de estimação e que é bastante desagradável para os donos.

Às vezes os animais desenvolvem comportamentos anómalos e começam a consumir substâncias que não são alimentos. A coprofagia é o costume de ingerir as próprias fezes ou as de outros animais. 

Porque acontece? 

O único que podemos afirmar com certeza é que se trata de um hábito que pode ser originado por um problema de conduta ou por uma causa médica ou de saúde. 

Com relação às causas relacionadas com o comportamento, há várias opções:

Imitação da atitude materna: se algumas vez tiveste uma ninhadas em casa deves ter percebido que as mães tentam ter os seus bebés muito limpinhos, por esse motivo ingerem os excrementos dos cachorros rapidamente. Esta atitude ancestral foi herdada dos lobos, que para manter os predadores afastados, assim como para evitar o desenvolvimento de parasitas, ingeriam rapidamente os dejetos que originavam.

Evitar a reação do dono: acontece com os cachorros que ainda estão em processo de aprendizagem de onde e quando fazer as suas necessidades. Se fizerem as suas necessidades fora do lugar podem tentar fazer desaparecer os rastros dos excrementos e os comem para evitar que o seu dono os repreenda.

Ansiedade por separação, stress: como medida de reclamo, para ter mais atenção do seu dono, os animais que passam muitas horas sozinhos.

Atração: há algumas fezes que chamam a sua atenção pelo odor e parecem muito apetecíveis, maioritariamente costumam ser as fezes dos animais herbívoros ou daqueles que estão muito bem alimentados, cujas fezes excretam muitas proteínas, que resultam muito saborosas para os cães.

Comunicação olfativa: para os nossos cães o olfato é um sentido essencial, ao cheirar as fezes obtêm muita informação. E aliás, ao comê-las conseguem cheirar ainda mais o outro cão.

Com relação às causas relacionadas com a saúde, há várias: 

Problemas hormonais, como por exemplo a Síndrome de Cushing ou o hipertireoidismo, fazem com que o teu cão tenha mais fome, por este motivo, comerá qualquer coisa.

Falta de algum nutriente, como vitaminas ou minerais. Buscará suplementar esse déficit e comerá excrementos. 

Parasitas internos, ocasionam uma má absorção, falta de nutrientes e vitaminas, portanto, o seu instinto será ingerir algo para substituí-los. 

Diabetes, terá mais ansiedade por consumir alimentos. 

Alguns tratamentos, que aumentem a necessidade de consumo, como podem ser a cortisona. 

A coprofagia é perigosa? 

Realmente é um costume que pode ser prejudicial para o teu animal de estimação. As fezes podem conter parasitas, bactérias e fungos que podem ser prejudiciais para o teu cão. Também poderiam produzir infecções intestinais com diarreias, além de originar um problema por parasitas internos.

Tratamento da coprofagia 

Em primeiro lugar, é muito importante acudir o mais rapidamente possível ao teu Veterinário/a de confiança para que possa examinar bem o teu melhor amigo. Deve fazer todos os exames necessários para descartar um problema de saúde e desta forma, colocar o tratamento adequado para corrigi-lo.

Quando tiveres todos os resultados, se o teu animal de companhia estiver saudável é necessário redigir esse comportamento que apresenta e, para isso, terás que seguir estes pontos principais:

Procura retirar o antes possível as fezes, tanto em casa como no jardim. De igual forma, na rua, assegura-te que não apanhe nada do chão e inclusive utiliza um açaime, se for necessário. 

Tenta mantê-lo entretido em casa, para estimular a sua mente com brinquedos para que não fique entediado, já sabes que o tédio pode ser um motivo que origine este desagradável problema.


Se o teu cão sofre de autocoprofagia, é interessante que, uma vez tiver feito as suas necessidades, o habitues a receber um prémio, desta forma conseguirás a sua atenção e esquecerá nesse momento fazer o que não deve. O reforço positivo é o melhor aliado na educação! 


Uma dica que costuma ser bastante efetiva é adicionar ao seu alimento algumas substâncias que produzem um odor nas fezes que seja desagradável para o cão (óleo vegetal, ananás, algum suplemento alimentar…)

Por último, mas não menos importante, recorda alimentar o teu companheiro com uma ração completa adequada, com todos os ingredientes necessários para o correto desenvolvimento corporal. Resulta muito interessante dividir a comida em três porções ao longo do dia.


Na nossa loja online Tiendanimal há uma grande variedade de produtos à tua disposição para zelar pela saúde do teu melhor amigo e mantê-lo saudável e com energia durante toda a sua vida.

E se quiseres aprender mais sobre animais de estimação, não te esqueças de ler o nosso blog, por exemplo, queres saber como eliminar o mau hálito do teu cão?

Licenciada em Veterinária pela Faculdade de Córdoba em 2014.

Desde sempre tenho estado envolvida em todo o tipo de atividades com animais e os meus animais de estimação são a minha paixão.

Muito consciente com o meio ambiente e a natureza. Acredito que entre todos, podemos conseguir um mundo melhor, e graças à Tiendanimal posso contribuir para isso.

« Anterior

O ritual felino de higiene

O que devo ter em conta na hora de adotar um gato?

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.