Otite externa em cães

,

As infecções de ouvido externo nos cães são uma das patologias mais comuns nestes animais. Geralmente são causadas por fungos, mas também por alergias, bactérias de diferentes tipos ou ácaros. Podem ocorrer em qualquer raça, mas os cães de orelhas caídas, como os Cockers, são mais propensos. Também há raças que costumam sofrer esta infecção por ter o canal auditivo coberto de pelos que impedem uma boa ventilação, como os Caniches.

Os sinais clínicos são similares em todas as otites, independentemente do agente que as provocar. Os sintomas de otite externa nos cães mais comuns são: o animal está desconfortável, sacode a cabeça com frequência, se rasca com as patas traseiras e, se observares com atenção, percebe-se um líquido abundante com odor desagradável e a pele do conduto auditivo vermelha e inflamada. Quando esta situação se prolonga pode surgir o que se chama otohematoma: um vaso sanguíneo da orelha se rompe pelos golpes e se forma um derrame de sangue por baixo da pele que forma um nódulo mole. Se não for resolvido com uma cirurgia, a orelha fica “enrugada” ao reabsorver o hematoma.

Há algumas diferencias no fluído segundo o tipo de infecção. Quando a otite externa em cães for de origem micótica, a secreção é castanha escura e bem pastosa. No caso de ser bacteriana, observa-se uma cor mais amarela e consistência mais fluída, similar à do pus. Na otite por ácaros a secreção é castanha escura e muito abundante; além disso, este tipo de parasitas observa-se quase que exclusivamente em cachorros.

Como curar a otite nos cães?

As gotas que se vendem para o tratamento da otite são realmente muito similares; quase todas contêm uma combinação de anti-inflamatório, antimicótico  e antibiótico. Isto poderia fazer com que penses que simplesmente as compras, colocas no ouvido do cão e problema resolvido. Porém, se o teu animal de estimação, seja cão ou gato, apresenta estes sintomas, sempre deves levá-lo ao veterinário. É muito importante que ele diagnostique que tipo de infecção é para poder realizar um correto seguimento da doença. Além disso, sempre é necessário realizar uma boa limpeza dos ouvido antes de começar o tratamento da otite externa nos cães para que as gotas penetrem em profundidade e atuem como é esperado.

Às vezes os ouvidos estão tão inflamados que é necessário injetar alguma medicação que alivie o desconforto e a dor rapidamente. Em função do que for detectado pelo veterinário, ele te indicará quais gotas deverás utilizar, com que frequência colocá-las e durante quantos dias. Em algumas infecções bacterianas muito severas recomendar-te-á que dês antibióticos em comprimidos. Também pode acontecer que a otite seja por outro problema de base, como uma atopia, um tumor no conduto auditivo ou um corpo estranho. Estes problemas não se solucionarão jamais com um simples tratamento com gotas.

Revisão dos ouvidos nos cães

Para diagnosticar a otite externa nos cães deve ser feita uma revisão de ouvidos. Consiste em olhar a simples vista o fluído e a pele dos ouvidos, logo olhar através do otoscopio, que permite ver com aumento o interior do conduto auditivo, o estado do tímpano e a presença de corpos estranhos.  Também toma-se uma amostra com um cotonete e se observa no microscópio. Os fungos e os ácaros podem ser vistos facilmente com este método assim como alguns tipos de bactérias. Se o veterinário o considera necessário pode decidir enviar a amostra ao laboratório para realizar um cultivo e determinar o tipo exato de bactéria e o antibiótico escolhido para eliminá-la.

Quase todas as otites externas nos cães curam-se uma vez escolhida a medicação adequada. Em alguns pacientes o problema volta e é nesse momento onde é necessário investigar se há doenças subjacentes como alergias, hipotireoidismo ou defeitos no conduto auditivo que requeiram um tratamento diferente ou mais completo. Os animais que sofrem de otite crónica podem acabar com o conduto auditivo parcial ou totalmente fechado e às vezes chegam a precisar cirurgias que variam segundo o caso particular.

Alguns cães sofrem infecções no ouvido de forma repetida, sem importar o tratamento que se realizar. Nestes casos de otite externa em cães, uma boa opção é recorrer a um veterinário homeopata ou fitoterapeuta (tratamentos com ervas) para que examine o animal desde um enfoque mais holístico. Existem gotas preparadas a partir do alho ou melaleuca (tea tree) que têm um leve efeito antibiótico e anti-inflamatório que poderiam ser muito úteis para combater as infecções recorrentes ou prolongar os períodos de remissão. Muitas vezes isto solucionará o problema completamente ou o melhorará muito e assim não será necessário que o seu animal de estimação receba tanta medicação.

« Anterior

Perguntas frequentes sobre as raças de cães

Gato angorá

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.