Perguntas frequentes sobre as raças de cães

,

Existe uma grande variedade de raças de cães, desde o pequeno Chihuahua até o gigante Terra-nova, há raças mais bondosas e outras mais desconfiadas e guardiãs, com atitude para pastoreio ou para a caça. Todas elas descendem de poucos ancestrais comuns e evoluíram ao longo dos séculos de seleção por parte do homem. Apresentamos aqui algumas das perguntas que mais recebemos com relação às raças de cães e as suas respetivas respostas.

Cada ano novas raças de cães ficam na moda e a quantidade parece não ter fim.  Quantas raças existem?

Na atualidade há mais de 300 raças reconhecidas no mundo. Algumas delas são tão similares que poderiam considerar-se variantes de uma mesma raça, mas de igual modo a quantidade é enorme. As raças que aparecem não sempre são novas, mas são descobertas de cães que já existem em diferentes lugares do mundo e que ficam na moda por algum motivo.

Algumas raças são muito antigas, outras extinguiram-se ao longo da história, e outras derivaram das primeiras na procura de algum traço estético ou capacidade específica para um trabalho. A maioria das raças estabeleceu-se no final do século XIX.

É importante que um cão tenha pedigree?

O pedigree ou certificado de origem de um cão é um documento que certifica que o cachorro que acabas de comprar é de raça pura e que o criador está devidamente registado. Contém os nomes dos seus pais, avós, bisavós e garante que o exemplar é puro e não tem cruzas com outras raças ou mestiços. Para que um cachorro possa ter este documento, tanto o seu pai como a sua mãe devem tê-lo também. Em algumas raças exige-se que os pais cumpram com determinados requisitos de saúde antes de ser aprovados como reprodutores, de modo que o pedigree nestes casos garante que os pais não padecem destas doenças em particular. Se algum dos antepassados do cachorro tiver sido campeão, isto também consta no documento.

Se quiseres apresentar o teu cachorro em exposições caninas oficiais, deverás apresentar este certificado de origem. Além disso, se alguma vez decidires que tenha cria, será necessário estudar os ancestrais do macho e da fêmea para evitar a consanguinidade.

Os nomes dos cães no seu pedigree são escolhidos pelo criador. Por que não deixam os novos donos dar o nome ao cachorro?

Esta é uma tradição de longa data. Isto possibilita poder rastrear as linhagens dos cães ao longo das gerações. Além disso, acostuma-se que os nomes de todos os cachorros de uma ninhada comecem com a mesma letra. De todos os modos isto é apenas o nome oficial e tu podes chamar o teu cachorro da forma de que mais gostares.

Ainda se pratica o corte das orelhas e do rabo nos cachorros?

Durante muito tempo estes procedimentos eram obrigatórios para apresentar um cão em uma exposição. Na atualidade a maioria dos clubes de raças permite que os donos decidam se cortam ou não as orelhas dos seus companheiros, enquanto que em alguns países diretamente está proibido. Ao redor de 20% das raças requerem corte de rabo, que é menos traumático e se realiza na primeira semana de vida. O corte das orelhas se realiza quando o cachorro tem aproximadamente 3 meses; requer anestesia geral e cuidados posteriores. Olha com o teu veterinário se ele pratica este procedimento e se sabe qual é o corte da raça do teu cão em particular.

São conhecidas doenças “típicas” em muitas raças, por que os cães de raça são mais propensos a sofrer doenças?

Os cães de uma mesma raça partilham muitos genes comuns que fazem com que o seu aspecto físico seja tão parecido. Todos eles estão “aparentados” se remontarmos aos primeiros exemplares. Os criadores responsáveis que amam a raça preocupam-se por escolher exemplares belos, mas também procuram que não tenham problemas de saúde que possam passar aos seus descendentes ou que os pais não sejam parentes próximos. Quando uma raça fica na moda, lamentavelmente surgem “produtores de cães” que criam indiscriminadamente apenas para fazer negócios e não descartam nenhum exemplar com problemas. Após alguns anos surgem transtornos de origem genético que já estão disseminados para quando são detectados. Não todos os cães de raça têm problemas, muitos deles são muito rústicos e saudáveis.

Em Portugal há uma lista dos cães potencialmente perigosos cujos donos devem cumprir certos requisitos para tê-los como animais de estimação. Todos os cães destas raças são agressivos?

Definitivamente não. Deves ter-te apercebido de que são todas raças de cães grandes e fortes, que no caso de serem agressivos podem tornar-se perigosos para as pessoas e para outros animais. É verdade que muitos exemplares destas raças são dominantes e têm muito caráter, por tanto precisam donos que saibam como lidar bem com eles, marcando limites, mas sem castigá-los nem maltratá-los. Se quiseres ter um destes cães procura adestrá-lo em obediência para poder tê-lo sob controlo e poder desfrutar de um excelente animal de estimação.

É verdade que as raças de pelo longo perdem mais pelo?

Na realidade não é assim. Todos os cães perdem pelo, alguns em épocas determinadas do ano e outros de forma contínua. O pelo comprido muitas vezes fica preso na pelagem e cai menos na casa.  Ao escová-lo frequentemente podes apanhar todos esses pelos antes que cheguem ao sofá. Pelo contrário, o pelo curto cai diretamente no ambiente e parece ficar pregado nos carpetes ou tapetes.  Os Labradores, por exemplo, perdem uma quantidade enorme de pelo.

« Anterior

Beagle

Otite externa em cães

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.