Quais são os perigos para o teu cão na praia

Neste post contamos-te como evitar os perigos para o teu cão na praia. Estão preparados para passar as vossas melhores férias juntos? Nesse caso, aconselhamos-te a continuar a ler, para antecipar qualquer imprevisto e fazer deste, um verão inesquecível.

Pontos importantes a ter em conta na praia

O Sol

Os cães, tal como algumas pessoas, são sensíveis ao sol. Desta forma, há zonas do seu corpo em que não estão tão protegidos, como as que não têm pelo, por exemplo, na barriga. O nosso conselho é que uses um creme protetor solar para prevenir queimaduras. 


A água do mar

Também é um ponto essencial a que deves prestar atenção pois não é prejudicial que o teu cão desfrute da água do mar, mas é prejudicial bebê-la. Se o teu melhor amigo beber uma quantidade considerável de água, isto pode originar problemas mais ou menos graves. No caso de isto acontecer deves recorrer ao teu veterinário seja a hora que for, para que o teu cão seja assistido e cuidado de imediato uma vez que pode chegar a pôr em perigo a vida do teu animal.

A água da praia tem muito sal e, para além disso, é muito prejudicial para os cães pois tem muitas toxinas e bactérias, areia e restos de algas marinhas.

Estes são os sintomas que aparecem num cão intoxicado por água da praia: 

  • Inquietação e nervosismo 
  • Declínio geral
  • Diarreia
  • Vómitos
  • Desidratação corporal
  • Tonturas

Por outro lado, para cuidar da saúde da sua pele e pelo depois de um intenso dia de verão, deves seguir estes conselhos: 

  • Ao sair do mar, deves sempre enxaguá-lo com água doce.
  • Já em casa, deves dar-lhe banho com champô específico para cães. Recordamos-te que não uses produtos de pessoas, pois o pH da sua pele é diferente do nosso e poderia ser prejudicial para a sua saúde. 
  • Para além disso, aconselhamos-te a proporcionar-lhe uma dose extra de hidratação, usando um acondicionador de pelo, ficará espetacular!
  • Uma boa ideia para deixar o seu pelo bonito é desembaraçá-lo com cuidado, para isso podes recorrer a um pente ou uma luva. Lembra-te que um pelo cheio de nós pode trazer alguns outros problemas, pois estas aéreas acumulam os restos de humidade, champô e mau odor, para além disso a pele não areja corretamente. 

Finalmente queremos lembrar-te também, vigiar a zona dos ouvidos. Se o teu cão tem o pelo comprido ou as orelhas caídas, é necessário secar muito bem com a toalha essas zonas para assegurar-te que não fiquem restos de água dentro do ouvido, assim evitarás as temidas otite. 


As ondas

Todos sabemos que os cães sabem nadar desde que nascem, mas não é por esse motivo que podes confiar e deixá-lo sozinho, muito menos quando houver muitas ondas, uma vez que seria perigoso e poderia ocorrer um acidente. A segurança primeiro!

Algo que adoramos e nos parece muito útil, são os coletes salva-vidas, que ajudam a que o teu cão se mantenha a flutuar, bem como confortável e visível na água.

O excesso de calor 

Os cães podem sofrer de insolação

Recordamos-te que um dos maiores perigos para o teu cão na praia são as insolações. Os cães, ao contrário das pessoas, não suam o que faz com que não consigam regular bem a sua temperatura corporal e é por isso que têm tendência a sofrer de insolações. Por este motivo é essencial que vigies o teu melhor amigo e te assegures que não passa demasiado tempo ao sol, para isto aconselhamos-te a criar um local para eles debaixo de um guarda-sol. 

A insolação é um dos problemas mais típicos nos nossos cães na época de verão, afetando com maior frequência animais de pelo escuro, sobrepeso, cachorros ou cães em idade avançada.  

Como prevenir a insolação? 

  1. Procura que o teu patudo disponha de água fresca todo o dia. Podes usar um bebedouro portátil.
  2. Evita as horas de maior calor: das 12 às 17h.
  3. Tenta que o teu cão se molhe várias vezes.
  4. Tenta que não se deite ao sol.

Medusas 

Nos últimos tempos têm-se encontrado muitas medusas em várias praias, de modo que aconselhamos que consultes as informações de cada praia. Da mesma forma, nunca é demais ter o teu cão sempre bem vigiado para garantir todos os cuidados uma vez que, uma picada de medusa pode ser muito irritante, principalmente nas áreas mais sensíveis como a barriga ou o focinho. 

O que fazer se o teu cão for picado por uma medusa? 

  • Tranquiliza o teu patudo.
  • Aplica gelo envolvido numa toalha, durante 10 a 15 minutos: aliviarás a dor.
  • Não sacudas a pele nem o pelo, pois pode ficar algum resto de tentáculos.
  • Aplica vinagre na zona.
  • Dirige-te ao teu veterinário o mais rápido possível para que avalie o teu cão.

A areia

Por último, aconselhamos-te que vigies o teu cão, já que são muitos os que amam comer areia e isto pode originar problemas gastrointestinais, muito perigosos. Não o percas de vista! 

Sintomas de um cão que comer muita areia:

  • Falta de apetite
  • Apatia
  • Náuseas ou vómitos
  • Mal-estar geral

É essencial ir o quanto antes ao teu veterinário para que analise o teu cão e faça as provas necessárias que confirmem a ingestão de areia (radiografia, ecografia abdominal) para além disso, há que monitorizar e vigiar o seu intestino, pois pode produzir-se uma obstrução e nesse caso o quadro complicar-se-ia. 

Com tudo o que te contamos sobre os perigos para o teu cão na praia, sabemos que o vosso verão promete ser mais seguro, divertido e refrescante. 

Recorda que na nossa loja online Tiendanimal tens disponível uma ampla variedade de produtos para proporcionares os melhores cuidados ao teu amigo.

« Anterior

Como ir com o teu cão à praia de forma segura

Esterilização e castração de furões

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.