Golpe de calor em cães

Golpe de calor em cães

O clima quente de alguns lugares pode ser muito prejudicial para nossos queridos animais de estimação. Os cães não estão acostumados a passar tanto calor como os humanos e não o liberam de maneira tão eficiente.

O clima quente de alguns lugares pode ser muito prejudicial para nossos queridos animais de estimação. Os cães não estão acostumados a passar tanto calor como os humanos e não o liberam de maneira tão eficiente. Além disso, por este motivo, conservam o calor mais facilmente, por tanto é muito importante que tentes evitar o sobreaquecimento.

Existem umas características nos cães que podem fazer com que sejam mais propensos aos golpes de calor. Aqueles de mais idade, os que têm excesso de peso ou sofrem cardiopatias são mais propensos a sofrer um golpe de calor em cães. Se o teu animal de estimação tem um focinho curto (como os pugs ou os bulldogs) será ainda mais difícil liberar o calor corporal, por tanto terá um risco maior. Existem raças que passam muito mal com o calor (bulldog, boxer, são-bernardo, pug, shih tzu…), se o teu cão for deste grupo, é recomendável que evites tê-lo em zonas de temperatura extremadamente calorosa.

Como prevenir o golpe de calor?

O golpe de calor em cães pode ser muito intenso e perigoso. Segue estas instruções e reduzirás o risco de que o teu cão possa sofrê-lo:

  • Nunca deixes o teu cão sozinho dentro do carro.
  • Escova com frequência o seu pelo e se for necessário corta-o.
  • Deixa que fique dentro de casa nos dias mais quentes.
  • Deixa à mão água e é fundamental que tenha um lugar com sombra onde possa se proteger do sol.
  • Deixa que se molhe na praia, lagos, rios ou piscinas (sempre vigiado).
  • Permite que descanse se tiver feito esforço físico.

Sintomas do golpe de calor em cães

É importante conhecer os sintomas que pode padecer o teu cão ao sofrer um golpe de calor. Se já os conheceres, poderás reconhecê-los no momento e acudir rapidamente ao veterinário.

Em função da gravidade do golpe de calor o teu cão pode ter diferentes sintomas. O fator mais importante que deves ter em conta é a sua temperatura, mas existem outros de grande importância. Se descobrires que o teu cão está a sofrer um golpe de calor quando estiver com os sintomas iniciais, poderás prevenir danos importantes que afetem os seus órgãos.

Tem em conta estes primeiros sintomas do golpe de calor em cães:

  • Ofegar intensamente ou com ruído
  • Sede excessiva
  • Vómitos
  • Língua na cor vermelha brilhante e gengivas com um tom pálido
  • Saliva abundante
  • Ritmo cardíaco elevado
  • Se beliscares a pele do seu focinho tarda mais em voltar

Se o golpe de calor for mais intenso o seus sintomas pioram:

  • Grandes dificuldades para respirar
  • As gengivas deixam de estar pálidas e passam a ter uma cor vermelha brilhante e logo azul ou roxa
  • Está fraco e mal consegue se movimentar
  • Está desorientado
  • Entra em colapso ou em coma

Se perceberes que o teu cão está a sofrer um golpe de calor, seja na fase inicial ou mais grave, leva-o o quanto antes ao veterinário. Ele saberá solucioná-lo rapidamente e o teu cão terá o tratamento adequado, dependendo da gravidade do seu estado.

Tratamento do golpe de calor em cães

Existe uma série de medidas que podes tomar se não podes levá-lo diretamente ao veterinário. Toma nota destes conselhos, deves estar sempre preparado para reagir o mais rápido possível:

  •         Afasta o cão do calor. Leva-o para uma zona com sombra ou com ar condicionado.
  •         Oferece água fresca. Se não parece interessado em beber água tenta dar-lhe caldo de carne ou de frango, mas não o obrigues a beber!
  •         Arrefece o cão. Molha o teu cão com um pouco de água não fria demais.
  •         Deita álcool nas patas. Nesta região eles liberam o calor, e o álcool ajudará a liberá-lo mais rapidamente.
  •         Molha o teu cão com toalhas frescas. Mas sem cobri-lo totalmente, já que não vai permitir librar o calor corporal.

Protetor solar para cães

Além do golpe de calor em cães, também podem sofrer queimaduras solares e alguns podem precisar prevenir este perigo com protetor solar.

Um exemplo claro são as raças de cães que não têm pelo, como o cão de crista chinês; mas outros com pelo também podem sofrer queimaduras. Em função da cor e do tipo de pelo que tiver podem estar mais ou menos expostos ao sol. Se o teu cão tiver o pelo e a pele escura poderá proteger-se ele mesmo dos raios solares. Mas os cães albinos ou com a pele e o pelo de cor claro precisam uma proteção constante e um grande cuidado.

Em Tiendanimal podes encontrar cremes especiais para a pele do cão que o protegerá dos raios UVA, para que possa ir contigo à praia ou aos passeios. Escolhe os mais adequados para o teu animal de estimação, de cosmética natural com garantia dermatológica e veterinária.

Partilha connosco como atuas ante um golpe de calor em cães e, se já tiver acontecido com o teu cão, como é que foi a sua recuperação. Já provaste aplicar algum creme de proteção solar no teu animal de estimação? Como aproveitam do verão tu e o teu cão?

Deixe um comentário