Temperatura corporal em animais

Temperatura corporal em animais

Mesmo que os nossos animais de estimação tenham os seus próprios recursos para regular a temperatura corporal, às vezes as condições ambientais superam as próprias defesas dos organismos, e pode chegar a acontecer que ocorra um golpe de calor ou uma hipotermia.

Mesmo que os nossos animais de estimação tenham os seus próprios recursos para regular a temperatura corporal, às vezes as condições ambientais superam as próprias defesas dos organismos, e pode chegar a acontecer que ocorra um golpe de calor ou uma hipotermia. Aprender a preveni-los é fundamentas para a saúde dos nossos animais de estimação. Vamos partilhar contigo tudo o que precisas saber para reduzir a possibilidade de que isto aconteça e assim podes poupar-te o susto.

Como regulam a temperatura corporal os animais

Todos os animais têm a capacidade de regular a temperatura corporal por si só (incluídos os humanos), a diferença encontra-se em se este ato realiza-se de forma ativa ou passiva. Os cães, por exemplo, ofegam e expulsam o calor pela almofada plantar das suas patas, e as pessoas transpiraram, mas esses não são os únicos métodos para regular a temperatura do corpo. Sabias que outros animais como os lagartos, tumbam-se ao sol para regular a sua temperatura? Cada animal tem os seus próprios mecanismos.

Mamíferos
Com os mamíferos ocorre um fato curioso, o nosso corpo pode produzir, se for necessário, o calor suficiente para que todo o nosso organismo funcione corretamente. Este processo é feito de forma autónoma pelo próprio organismo, independentemente da temperatura que houver no entorno no qual se encontra. Devido a este processo, os mamíferos são considerados animais endotérmicos.

Aves
No caso das aves, ainda que também podem regular por si sós a sua temperatura corporal (são endotérmicos), a sua capacidade para realizá-lo não é tão eficaz como acontece com os mamíferos.

Répteis
Este grupo de animais são extotérmicos, isto é, o seu corpo não é capaz de produzir calor. Por isso devem buscar outros métodos alheios para regular a sua temperatura, como expor-se instintivamente ao calor da luz do sol. Trata-se de um mecanismo comportamental.

Anfíbios
Os anfíbios também são ectotérmicos, o seu metabolismo também não consegue regular a sua temperatura. Dependem então, da temperatura que faz no lugar onde se encontram.

Peixes
Este grupo também pertence aos ectotérmicos, e a sua termorregulação consiste em adaptar-se à temperatura da água na qual se encontram. Este mecanismo responde a uma termorregulação conductual.

Como manter a temperatura corporal em animais

Como o nosso corpo não é perfeito, por vezes as condições ambientais superam a capacidade de regular a temperatura corporal. Nos meses de verão este fato é especialmente perigoso porque existe o risco de acontecer um golpe de calor. No caso dos cães, um dos animais mais vulneráveis a sofrer um golpe de calor, pode resultar fatal, por isso é essencial que os donos destes animais de estimação consigam preveni-lo e saibam como agir se por acaso chegar a acontecer.

Prevenção frente a temperaturas extremas

  • Por mais que pareça obvio, nunca está demais recordá-lo: Quando as temperaturas são muito altas, ou muito baixas, não é um bom momento para sair passear com o nosso animal de estimação, devem evitar-se as piores horas (desde o meio-dia até às 4 da tarde no verão e após o pôr do sol no inverno). Mas se não temos outra opção, os passeios não devem ser muito longos, pois pode correr o risco de sofrer uma hipotermia ou um golpe de calor.
  • No caso dos cães, quando estão muito ofegantes, estão a dar sinais de que sentem bastante calor, para ajudá-los a arrefecer-se molha-os com água fresca.
  • Nunca deixes o teu cão fechado no carro ao sol no verão.  Por muitas vezes que isto se repita, todos os verões acontecem acidentes fatais provocados por este fato. Poucos minutos nestas condições podem acabar com a sua vida.
  • Deixa sempre água ao seu alcance, independentemente da temperatura, e de preferencia que esteja fresca.
  • Nas baixas temperaturas não fiques muito tempo em lugares abertos se tiver o pelo húmido, a sua temperatura pode cair bruscamente e sofrer hipotermia.

Conhecias estas particularidades sobre a temperatura dos animais de estimação? Gostarias de saber mais algum dado importante ou curioso relacionado com a termorregulação e a temperatura corporal dos animais de estimação? O teu animal de estimação já sofreu alguma vez de um golpe de calor ou hipotermia? Como te apercebeste? Conseguiste reagir a tempo? Como foi a tua maneira de proceder? Todos os detalhes relacionados com a temperatura são muito importantes para servir de ajuda aos nossos leitores, partilha connosco a tua experiência.

Deixe um comentário