Terapia com cães Como podem ajudar na cura?

,

Todos conhecemos o dito que o cão é o melhor amigo do homem pois, com os anos, ganhou o lugar de companheiro mais fiel. Oferecem-nos companhia, dão-nos carinho e aceitam-nos tal como somos, sem julgar-nos. Mas além disso, sabias que os cães são utilizados em muitos tipos de terapias psicológicas com pessoas?

As terapias assistidas com animais são sessões de trabalho nas quais, no caso do cão, ajuda a melhorar a saúde e bem estar dos pacientes. A terapia com cães é muito comum com crianças, idosos e doentes mentais e baseia-se num vínculo humano-animal. Os cães são previamente treinados por profissionais para levar a cabo diferentes trabalhos terapêuticos.

Todos os que temos cães, sabemos perfeitamente qual é o nosso melhor terapeuta natural, aquele que nos recarga a energia e nos faz sentir bem cada vez que entramos pela porta de casa depois de um mau dia.

Terapia assistida com animais

A terapia assistida com animais, especialmente com cães, têm muitos benefícios tanto a nível emocional como físico, social e cognitivo. Pode ser individual ou grupal e baseia-se sempre na interação entre o cão e a pessoa/pessoas.

A função do cão é muito importante na área emocional, mas também no resto de áreas onde se trabalham a terapia com cães:

  • a física, ajuda os pacientes a melhorar a mobilidade, incentiva-os a mover-se, levantar-se ou a andar
  • a cognitiva, melhora a memória através de exercícios com o cão
  • a social, aumenta a motivação por relacionar-se com as personas e o entorno, melhorando a autoestima e segurança.

Mas, poderíamos dizer com bastante certeza que, sem a parte emocional, o resto de áreas não funcionariam.

Nas pessoas com danos cerebrais a terapia canina é uma grande ajuda, pois a interação com o animal estimula-os mentalmente e os mantém ativos. Também se demonstrou que podem chegar a reduzir a dor dos pacientes que tenham sido operados, como aconteceu no estudo realizado no Hospital 12 de Outubro de Madrid.

A maioria das vezes, a terapia com cães vai muito além do trabalho ou terapia, já que se criam vínculos muito fortes entre a pessoa e o animal. 

O treino é SEMPRE em positivo, olhando pelo bem-estar físico e emocional do animal e respeitando os seus ritmos de aprendizagem. Consiste em premiar quando faz algo bem e ignorar quando não, utilizando como recompensa algo que ele goste muito como guloseimas ou algum brinquedo. Desta forma, mais que um trabalho converte-se em um jogo divertido para o cão.

Não são os mesmos cães de terapia que os de assistência. Os cães de assistência estão treinados para necessidades específicas, geralmente para pessoas com deficiência física que não podem ser totalmente independentes. Como, por exemplo, o conhecido cão guia. Os de terapia enfocam-se no plano psicológico.

Como deve ser um cão de terapia?

Não é necessário uma determinada raça para levar a cabo uma terapia com cães, os rafeiros também podem converter-se em perfeitos terapeutas. Os cães têm uma capacidade de recuperação e superação, inclusive aqueles que já sofreram e foram abandonados, são capazes de recuperar-se do seu passado e ajudar as pessoas. 

O mais importante para um bom cão de terapia é a sua forma de ser e o seu comportamento, que seja um cão equilibrado, sociável, carinhoso, obediente e inteligente. Os cães instáveis, agressivos ou com problemas de comportamento não podem ser cães de terapia.

  • Equilibrado e dócil. Cães tranquilos, mentalmente estáveis e seguros, capazes de gerir bem qualquer relação imprevista por parte do paciente, sobretudo em aqueles transtornos psicológicos ou emocionais.
  • Confiável. O paciente deve sentir-se cómodo e seguro com o animal e não, pelo contrário, sentir medo.
  • Sociável. É imprescindível para a interação com as pessoas que desfrutem do contacto social, das brincadeiras e das carícias.
  • Sem medos. Os cães com medo não são uma boa opção para uma terapia, têm que ser seguros.
  • Inteligente e trabalhador. Cães que desfrutem do treino, aprendam rápido e respondam bem às ordens.
  • Motivado e complacente. A motivação e a complacência são chaves para uma boa terapia com cães. O cão deve sentir-se motivado pelo seu trabalho e gostar de satisfazer as pessoas para desempenhá-lo com vontade.

Vantagens da terapia com cães

Esta totalmente demostrado que a terapia realizada com animais é muito benéfica para as pessoas, assim como muito eficaz.

  • Reduz o stress e a ansiedade.
  • Diminuem a depressão.
  • Melhora a comunicação.
  • Aumenta a autoestima e o estado de ânimo.
  • Trabalha a empatia e favorece o intercâmbio afetivo.
  • Reduz a solidão.
  • Fomenta o contato social.
  • Promove uma maior atividade física.
  • Potencia o respeito.

Em que casos se recomenda a terapia com cães?

  • Transtornos emocionais ou psicológicos
  • Depressão
  • Stress
  • Ansiedade
  • Vícios
  • Autismo
  • Asperger
  • Alzheimer

A terapia com cães é, às vezes, a maior cura. Apenas basta ver como nos sentimos nós mesmos quando estamos do lado do nossos cães, dão-nos uma lambidela e fazem-nos rir com as suas trastadas.

« Anterior

Terapia comportamental para cães hiperativos ou com sobreatividade

Ter um esquilo como animal de estimação

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.