Alergia aos gatos

,

Mais de 15% da população tem alergia aos gatos. Se este for o teu caso, isso não significa que não possas partilhar a tua vida com um felino caso o desejes. Existem algumas pautas que podes seguir para que a convivência com um gato seja possível, além de tratamentos efetivos contra a alergia.

As pessoas com alergia têm um sistema imunológico mais sensível a determinados alérgenos que os provoca reação. Pode manifestar-se de diferentes formas como comichão, constipado, olhos com lágrimas, tosse ou espirros. O problema pode-se complicar e afetar o sistema respiratório, por isso é importante diagnosticá-lo a tempo e tomar algumas medidas antes de chegar a esse ponto.

Qual é a causa da alergia aos gatos?

Apesar do que normalmente se pensa, a alergia não é produzida devido ao pelo do gato. Nós somos realmente alérgicos a um tipo de proteína que se encontra na pele, conhecida como caspa. Falamos da proteína FelD1, ainda que existem cinco tipos de alérgenos nesta espécie, liberados pela pele, saliva, urina e pelas fezes dos gatos: FelD1, FelD2, FelD3, FelD4 e o gato lgA.

A FelD1 e o FelD4 são os alérgenos principais; um libera-se pelas glândulas sebáceas e outro pela saliva. Os outros alérgenos são menos comuns. A liberação da proteína tem muito a ver com as hormonas pelo que se reduzirá com a esterilização dos gatos. Além disso, está mais presente nos machos que nas fêmeas.

Sintomas de alergia aos gatos

Os sintomas são muito diversos, mas normalmente são similares aos de uma renite alérgica. Entre os signos mais comuns de alergia encontramos a conjuntivites, a secreção de mucos, os espirros, inclusive dificuldade para respirar. Também pode dar urticária acompanhada de prurido. Os sintomas pioram se a pessoa for também asmática.

Existem pessoas que têm uma reação muito mais forte que outras, e dependendo da gravidade, necessitarão um tipo de tratamento ou outro. Em algumas pessoas, a alergia é tão leve que, simplesmente com seguir umas simples pautas, não terão problemas para conviver com um gato.

Gatos que não dão alergia

Ainda que o grau da alergia dos gatos depende sobretudo do sistema imunológico da pessoa, existem alguns fatores que podem fazer que felinos causem menos reação que outros. Por exemplo, parece ser que as fêmeas produzem menos liberação de FelD1 e que os gatos (de ambos sexos) castrados também.

Igualmente que se fala dos cães hipoalergênicos, também existem algumas raças de gatos que provocam menos alergia. Estes são:

  • Gato siberiano
  • Gato azul russo
  • Gato de bengala
  • Gato balinês
  • Oriental de pelo curto e de pelo longo
  • Devon rex

O Sphynx não é um gato hipoalergénico. A má crença de que o pelo é a causa da alergia, leva a pensar que o gato esfinge é perfeito para pessoas com alergia aos gatos, no entanto não é bem assim, sendo que esta raça também produz caspa.

Tratamento para a alergia dos gatos

Podes perguntar ao teu médico ou ao veterinário as diferentes opções que há para pessoas com alergia.

  •         As vacinas são uma das soluções mais eficazes, mas são tratamentos longos e muito tediosos.
  •         Tratamentos dérmicos. Trata-se de loções ou sprays que se aplicam na pele do animal e eliminam a caspa sobrante e, por essa razão, a substância que provoca a alergia. É uma opção muito eficaz e simples. Podes encontrar a famosa loção Vetriderm na nossa loja online e conhecer como funciona.

Anti-alérgico para os donos de Mascotes, Vetriderm COMPRAR!

Conselhos para as pessoas com alergia aos gatos

Além dos tratamentos, há algumas pautas que ajudarão a reduzir os sintomas da alergia, especialmente quando a alergia é leve.

  • Gatos de pelo curto ou que normalmente não soltam pelo. São mais recomendados para pessoas com alergia aos gatos já que, ao cair-lhes menos pelo, soltam menos proteínas no ambiente.
  • Rotina de escovagem. Se escovas o gato pelo menos uma vez por semana, eliminarás o pelo solto e evitarás que se espalhe pela casa, reduzindo os sintomas da alergia. Podes fazê-lo com uma máscara ou, caso seja possível, melhor que outra pessoa o escove, assim entrarás menos em contato com o alérgeno.
  • Quarto proibido para o gato. Aconselhamos-te a ter uma zona onde o teu gato não tenha acesso, por exemplo, um quarto; assim disponibilizarás de um lugar seguro onde poder respirar ar limpo. O ideal seria que este sítio fosse o quarto onde dormes.
  • Purificador de ar. Os purificadores, como o seu nome indica, purificam o ar e o renovam constantemente, pelo que são um bom aliado para todas as alergias em geral.
  • Limpeza. Uma casa limpa ajuda imensamente se tens alergia aos gatos. É preferível que utilizes o aspirador em vez de varrer, já que levantarás menos pó e as substâncias alérgicas. Também é aconselhável lavar a cama e as coisas do teu gato com maior frequência. Recomendamos-te o uso de uma máscara durante a limpeza.
  • Evitar as almofadas e as carpetes, que é onde mais se acumulam os alérgenos.
  • Lavar as mãos. Evita levar as mãos à cara pouco depois de acariciar o teu gato e tenta lavar as mãos sempre que o toques.

 

E tu? Sofres de alergia e ainda assim compartes a tua vida com um felino? Partilha connosco a tua experiência!

« Anterior

Akita-Inu

Alimentação ancestral para cães e gatos

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.