Cálculos urinários em cães e gatos

Cálculos urinários em cães e gatos

Tanto os cães como os gatos podem desenvolver cálculos urinários, doença que consiste na formação de pedras por acumulação de minerais. Às vezes está relacionada com uma má alimentação, geralmente rações de má qualidade.

O mais comum é que os cálculos urinários se formem na bexiga, mas também se podem instalar em qualquer outra parte do trato urinário (rins, ureteres, bexiga ou uretra). Leia com atenção este post para aprender a identificar os sintomas dos cálculos urinários em cães e gatos, de forma a poder intervir a tempo, caso o seu animal de estimação venha a sofrer deste problema.

1. O que são os cálculos urinários?

Os cálculos são formados por vários materiais. Os mais comuns são de fosfato triplo, seguidos pelos de estruvite, uratos, cistina e oxalato. A causa deste problema é desconhecida, mas sabe-se que provocam infeções urinárias, que tornam a urina alcalina, em vez de ácida, e isto faz com que se depositem alguns minerais como o caso de estruvite. Também tem a ver com qualquer causa que perturbe o fluxo normal da urina e fatores hereditários. Como o caso dos dálmatas, que são os únicos cães que produzem ácido úrico e têm tendência à formação de cristais de uratos. Finalmente, os cálculos urinários estão relacionados com fatores como a alimentação e o stress, isto acontece especialmente com alguns gatos. Há rações de má qualidade que têm um teor inadequado de minerais, geralmente excesso de fósforo, que provoca a formação de cálculos de estruvite ou de fosfato triplo.

2. Quais são os sintomas dos cálculos urinários?

Os sintomas são sangue na urina, dificuldade em urinar, micções frequentes e curtas, podendo mesmo a provocar uma obstrução total ou parcial do fluxo urinário. Os cálculos urinários grandes alojam-se na bexiga e provocam inflamação e sangramento, mas os cálculos mais pequenos, através da urina, podem passar pela uretra e ficar presos, impedindo que o animal possa urinar. Se isto se prolongar durante algumas horas começa a provocar uma grande depressão e mal-estar, provocando um quadro de intoxicação interna por acumulação de toxinas e pode até provocar fissuras na bexiga. Se não se trata rapidamente, uma obstrução total pode provocar a morte do animal. De forma que, se observar algum destes sintomas no seu animal de estimação e suspeita que pode ter cálculos urinários, deve levá-lo imediatamente ao veterinário.

3. Qual é o tratamento para os cálculos urinários?

O tratamento de urgência consiste em restabelecer o fluxo da urina, desalojando o cálculo da uretra, através de lavagem ou fazendo uma cirurgia chamada uretrostomia, que se realiza nos machos e que consiste em fazer uma perfuração na zona mais larga da uretra por onde o animal irá urinar, evitando assim que as pedras fiquem presas. Após fazer isto, falta corrigir os fatores que causaram a formação de cálculos: antibióticos em caso de infeção, mudar a dieta para uma de boa qualidade ou uma especialmente formulada para a dissolução de cálculos, uso de medicação para mudar o pH da urina ou para evitar a formação de minerais. Só os cálculos de estruvite se podem dissolver com a dieta, nos outros casos é necessário retirar as pedras através de cirurgia e analisá-las para saber de que material são formadas e determinar assim o tratamento mais adequado. Em muitos casos deve-se manter para sempre o tratamento.

Os cálculos urinários podem provocar graves problemas de saúde nos animais, por isso em TiendAnimal recomendamos-lhe que o leve imediatamente ao veterinário caso observe possíveis sintomas desta doença no seu animal de estimação.

Deixe um comentário