Como acontece a reprodução dos répteis?

Existem inúmeros répteis e de diferentes tamanhos, desde uma pequena lagartixa até um grande crocodilo. Por tanto a sua reprodução também varia segundo as particularidades de cada espécie.

Antes de falar como se reproduzem os répteis, faremos um pequeno resumo para que conheças os diferentes tipos de reprodução em répteis:

  • Ovíparos: põem ovos
  • Vivíparos: não põem ovos
  • Ovovivíparos: os ovos permanecem dentro do corpo até que as crias estão prestes a sair da casca.

A maioria dos répteis são ovíparos: iguanas, varanos, geckos, tartarugas, alguns camaleões (outros são ovovivíparos). Apenas algumas lagartixas e cobras como a boa, a cobra cascavel e a cobra-de-água-viperina são vivíparas. Os ovos são amnióticos, podem ser depositados em terra no lugar da água e mantêm a cria protegida da dessecação mediante o líquido amniótico. Isto lhes permite desenvolver-se e sobreviver em entornos secos, tal e como o fariam no meio aquático.

Como é o tipo de reprodução dos répteis?

Como na maioria dos animais, os répteis se reproduzem sexualmente e a fecundação sempre é interna. Apenas algumas espécies de lagartos e uma família de serpentes se reproduzem mediante partenogénese, na qual a mãe não precisa de fecundação para criar.

Incubação do ovo: Como é o ovo amniótico?

Os ovos dos répteis, como já comentamos anteriormente, são amnióticos, estão preparados para sobreviver no clima seco. Por um lado, compõe-se de uma casa exterior dura e porosa que protege o embrião dos golpes, das condições atmosféricas e dos depredadores; contudo, é o suficientemente permeável como para permitir a passagem do oxigénio e o dióxido de carbono do exterior. Por outro lado, o interior, com um saco com líquido amniótico que humedece o embrião e outro saco que recolhe os seus resíduos. Além do mais, o ovo contém uma grande quantidade de gema que garante a nutrição do embrião.

A incubação dos ovos é uma parte fundamental da reprodução dos répteis e funciona bastante diferente que em outros animais. Segundo a espécie e a temperatura do ninho, a incubação durará entre 6 e 12 semanas, aproximadamente.

Devido à baixa temperatura do corpo da maioria dos répteis, utilizam outros elementos naturais que soltam calor na hora da postura, como por exemplo a luz do sol direta. Nesse caso, quase sempre se desenvolvem sozinhos, sem o cuidado dos seus progenitores. Espécies que protegem os ovos até a eclosão são os crocodilos e as cobras, ao contrário das tartarugas marinhas, que os abandonam uma vez feita a postura.

Curiosamente, a temperatura da incubação resulta, em muitos casos, determinante na hora de que as crias sejam machos ou fêmeas; uma temperatura baixa implica no nascimento do sexo menor e uma temperatura elevada o sexo maior, que dependerá de cada espécie.

Esperamos que tenhas gostado deste novo artigo e agora conheças melhor como é a reprodução dos répteis e o processo de incubação dos ovos. Se quiseres saber mais sobre esta grande família de animais, não hesites em escrever-nos!

Ajudante Técnico Veterinário especializada em etologia canina. Tiendanimal me permite trabalhar no que mais me apaixona: o mundo animal. Consigo conciliar o meu trabalho com voluntariados em protetoras, santuários, reservas e qualquer evento ou atividade relacionada. Tenho participado de diversos seminários e cursos relacionados com a educação canina, as aves, a primatologia e muito mais. Desfruto a aprender cada dia mais destes incríveis companheiros com os que temos a sorte de conviver.

« Anterior

Como manter a pelagem de cães de pelo duro

O quincajus

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.