Como socializar um cão?

Sabes como ter um cão sociável? A socialização é imprescindível para que o teu cão leve uma vida feliz e não tenha medos. Mas, para além disso, sociabilizar um cão corretamente evitará a maioria dos problemas de comportamento que podem dar-se no futuro, incluindo a agressividade.

É certo que a socialização é especialmente importante nos 3 primeiros meses de vida do cachorro, que é quando aprendem melhor a relacionar-se. No entanto, isto nem sempre é possível e às vezes vemo-nos obrigados a sociabilizar um cão quando já é adulto.

Neste artigo contamos-te as melhores técnicas para a sociabilização do teu cão, seja cachorro ou adulto.

Com o que temos de socializar o nosso cão?

Quando pensas em socialização, possivelmente vem-te à mente a relação do teu cão com outros cães e com pessoas. No entanto, isto não é tudo. Os cães têm de conviver com toda a classe de estímulos com que irão viver no seu dia-a-dia. E o mais importante é conseguir que a exposição a estes estímulos seja positiva.

Podemos dividir a sociabilização de um cão em 5 categorias:

  • Cães
  • Pessoas
  • Outros animais
  • Ambientes
  • Ruídos
  • Situações novas

Isto significa que, o nosso cão, deve aprender a relacionar-se e sentir-se confortável e seguro em cada uma destas cinco categorias.

A sociabilização de um cão deve ser progressiva e positiva, nunca sob pressão. Isto significa que não devemos obrigá-lo a expor-se a algo que tenha medo de repente ou diretamente porque isto só lhe causará mal estar e ansiedade e, queremos, precisamente o contrário, queremos experiências agradáveis. Conseguiremos isto dessensibilizando-os lentamente, expondo-os aos medos de forma muito gradual, aos poucos, e avançando sempre ao ritmo dele.

Como sociabilizar um cachorro?

Expor o teu cachorro a todas as situações possíveis a que vai enfrentar durante a sua vida é a melhor forma de conseguir um cão sociável, equilibrado e sem medos. Mas, lembra-te, é muito importante que cries sempre experiências positivas e não negativas, porque é nas experiências negativas que eles desenvolvem os medos.   

Relacionar-se com cães e outros animais

É importante que o teu cachorro esteja em contacto com outros cães nos seus primeiros meses de vida. Deixa que se aproxime, cheire e brinque e inclusive que tenham algum pequeno conflito, mas sempre sem que cheguem a agredirem-se. Juntá-lo com cães adultos, sempre que sejam equilibrados, fará com que aprendam muitas coisas com eles e melhore o seu comportamento.

Juntar-se com a sua mesma espécie é imprescindível, mas, também recomendamos que socialize com outros animais como gatos, coelhos ou aves. Desta forma, se no futuro decidires adotar outro animal, não terás problemas com o teu cão. Tem em conta que, se ele nunca tiver visto um gato, quando chegar a adulto o mínimo vai chamar-lhe a atenção, e pode tornar-se mais difícil que tenham uma boa relação.  

Relacionar-se com outras pessoas

Para sociabilizar um cão é importante que ele não se sinta bem apenas quando está com pessoas com quem vive. Deves ensiná-lo a interagir com amigos, familiares e desconhecidos e que compreenda que não são uma ameaça, que também pode interagir com eles da mesma forma que faz contigo.

Ambientes

O cão tem de acostumar-se com o exterior e com diferentes ambientes como a cidade e o campo, assim como viagens de carro ou transporte público e também outras casas. Faz com que conheça todos estes sítios na etapa mais importante da sociabilização para que, quando adulto, não lhe gerem medos e inseguranças.

A socialização com cães e com pessoas deve ser em diferentes ambientes: na tua casa, em casa de outras pessoas, na rua, no parque. Pede a familiares e amigos teus que venham a tua casa e vai tu também às suas com o teu cachorro.

Ruídos

Os sons desconhecidos podem causar aos cães sensação de medo. Por exemplo, o ruído dos carros, de uma buzina, de obras, assim como os petardos, as trovoadas ou fogos de artifício.


Como sociabilizar um cão adulto?

Com os cães adultos que não tiveram uma boa sociabilização em idade precoce, as coisas ficam um pouco mais complicadas. Têm que começar do 0 a enfrentar situações e ambientes desconhecidos ou que lhes possam ter gerado más experiências, e este processo é mais lento quando são maiores.

A exposição aos estímulos deve ser muito mais gradual e muito mais lenta nos cães adultos. No primeiro instante que notes que a situação se está a converter numa experiência negativa, deves parar, afastá-lo do que lhe está a causar mal estar e seguir em outro momento. Sem que tenha avanços, premeia-o para que veja que é algo positivo, pode ser com uma guloseima ou, simplesmente, com uma palavra amável ou uma carícia.

Como socializar um cão com outros cães?

É importante que, no início, faças o exercício com cães que já conheces, pode ser com um cão de algum familiar ou amigo ou com algum cão conhecido do parque. Escolhe um cão tranquilo e equilibrado e que ajude o teu cão a sentir-se confiante e não o contrário; se tentares que socialize com um cão nervoso e muito ativo, é mais provável que a experiência seja negativa para o teu cão e não haja avanços.

Fá-lo primeiro num sítio tranquilo e familiar para o teu peludinho e, quando já se tenham começado a tornar amigos, pede a outra pessoa que te acompanhe nos passeios. O teu cão sentir-se-á mais seguro tendo ao lado um cão em quem confia e vendo como ele se relaciona com outros cães.

Sociabilizar um cão pondo-o em frente ao estímulo

Como comentamos acima, nunca devemos trabalhar o medo do nosso cão sob pressão. Não precisas pô-lo em contato direto com o estímulo. Por exemplo, se ele tem medo de crianças, não precisas forçá-lo a ser pegado ao colo ou tocado por uma criança; basta que a criança esteja no mesmo espaço que o cachorro, mesmo sem se aproximar. Aos poucos as distâncias são encurtadas e é possível que teu cão acabe por aproximar-se por si mesmo.

Dicas para sociabilizar um cachorro

  • Respeita o tempo que o teu cão precisa.
  • Deixa que seja ele a aproximar-se do estímulo.
  • Não o forces a fazer algo que o deixe com medo ou chateado.
  • Não faças pressão.
  • Transforma uma situação stressante numa experiência positiva.
  • Presta atenção à linguagem corporal e antecipa qualquer conflito.
  • Tem sempre calma e transmite isso para o teu patudo.
  • Fala e intervém o mínimo possível, mas, se for necessário, fá-lo num tom suave e calmo.
  • Não o protejas excessivamente (por exemplo, empurrando-o ou segurando-o nos braços).
  • Nunca o repreendas por estar com medo.
  • Recompensa os bons comportamentos e ignora os maus.
  • Sê muito paciente.

Para saber como o teu cão está a reagir e como se sente diante de determinados estímulos, é essencial que conheças a sua linguagem. Já ouviste falar dos sinais de calma ou da linguagem dos cães? Podes  dar uma olhada aqui, será uma grande ajuda!

Resumindo, socializar um cão é tão simples como apresentá-lo a diferentes pessoas, animais, lugares e situações, de forma a criar experiências positivas e evitar que tenha medo. Desta forma, o teu cão será um cão feliz e poderás levá-lo a qualquer lugar.

Se o teu cão tem problemas de comportamento que não consegues controlar, entra em contato com um educador canino.


Ajudante Técnico Veterinário especializada em etologia canina. Tiendanimal me permite trabalhar no que mais me apaixona: o mundo animal. Consigo conciliar o meu trabalho com voluntariados em protetoras, santuários, reservas e qualquer evento ou atividade relacionada. Tenho participado de diversos seminários e cursos relacionados com a educação canina, as aves, a primatologia e muito mais. Desfruto a aprender cada dia mais destes incríveis companheiros com os que temos a sorte de conviver.

« Anterior

O cio nas gatas

Como cuidar do teu rato?

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.