O que é a indefensibilidade aprendida?

As pessoas e os animais podemos aprender a comportar-nos de forma passiva ante situações que vemos fora do nosso controlo, a nossa capacidade de iniciativa se anula e entramos no que se denomina indefensibilidade aprendida.

As pessoas e os animais podemos aprender comportamentos de forma passiva ante situações que acreditamos ser fora do nossos controlo, quando isto acontece deixamos de tentar trocar as circunstâncias, quando desistimos e simplesmente decidimos que é melhor não fazer nada porque de todas as formas não vamos conseguir evitar as consequências, a nossa capacidade de iniciativa anula-se e entramos no que se denomina indefensibilidade aprendida.

Este estado é provocado quando um ser humano ou um animal é castigado reiteradamente sem importar o que faça, o que leva a que deixe de tentar de fazer qualquer coisa já que pensa que é a única forma de evitar o castigo. Pode parece que para chegar a isso estamos a falar de castigos físicos altamente abusivos para o sujeito, mas quando se fala de castigo não só se trata do dano físicos, o maltrato psicológico pode ser muito pior do que o físico e é relativamente fácil conseguir que alguém desista e entre em estado de indefensibilidade sem sequer tocá-lo.

A indefensibilidade aprendida nos cães

Infelizmente é muito comum hoje em dia observar cães que se encontram em indefensibilidade e cujos proprietários não são conscientes disso, já que a aparência é de um cão tranquilo, “submisso”, que obedece sem resmungar a tudo o que lhe é exigido e praticamente parece um robô automatizado.

Uma situação que pode conduzir facilmente a indefensibilidade aprendida é o «passeio militarizado», quando o proprietário pretende que o cão caminhe do seu lado a maior parte do tempo e para consegui-lo dá um puxão da trela cada vez que o cão se adianta, quando quer cheirar o chão, ou se desviar para aproximar-se a outro cão, ou se faz qualquer outra coisa que não seja caminhar do lado dele. O dono tem claro que o seu objetivo é “ensinar” o cão a caminhar do seu lado e é possível que desse modo o consiga, mas na realidade é que o cão não aprendeu a caminhar ao ritmo do seu dono, o que ele aprendeu é que qualquer outra coisa que ele fizer significa castigo e decide que é melhor não fazer mais nada e desconectar do mundo para evitá-lo. O que leva esse animal à indefensibilidade não é o simples facto de puxar da trela, e sem a sensação do cão de que é incapaz de gerenciar a situação, não vê uma forma de solucionar o problema, por tanto deixa de tentar e desiste.

« Anterior

O que é uma ração extrudida e o que é uma ração prensada em frio?

O que deve comer a minha ave?

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.