Toxicidade por excesso de vitamina A nos gatos

,

A vitamina A, tal como a D, E e K são solúveis em lípidos; isto permite que possam ser armazenadas no corpo, mas se são ingeridas em excesso, não se eliminam rapidamente.

A toxicose por vitamina A é frequente nos gatos alimentados exclusivamente com fígado ou outras vísceras. Atualmente esta condição não é comum porque a maioria dos gatos domésticos recebem dietas comerciais, mas algumas pessoas ainda alimentam os seus gatos com uma dieta composta por fígado, leite e diversos restos de comida, acreditando que desta forma estão a dar uma dieta apropriada aos seus animais de estimação.

O fígado contém uma grande quantidade de vitamina A e o efeito patológico da acumulação no organismo é o desenvolvimento de uma síndrome denominada espondilose cervical deformante. Esta vitamina atua sobre o crescimento e remodelação óssea e conduz a um crescimento excessivo nas vértebras do pescoço e os ossos compridos das patas dianteiras. Estas formações causam dor e dificuldade de movimentos nos gatos.

Os sintomas clínicos iniciais incluem perda de apetite e peso, debilidade e resistência a mexer-se. O animal apresenta um aspecto desarranjado e tem menos interesse ou não é capaz de cuidar da sua própria higiene. No progresso da doença adota uma postura muito característica, em posição sentada com as patas dianteiras elevadas. Frequentemente caminham com as patas dianteiras flexionadas e com a cabeça para baixo; além disso, apresentam dificuldades para virar a cabeça para os lados. A doença avança para a invalidez nas etapas finais.

O diagnóstico é confirmado por meio de radiografias simples do pescoço e pela história e o exame clínico que realiza o veterinário na consulta.

É importante destacar que, para que um gato sofra esta doença, deve ser alimentado com fígado por períodos muito prolongados, já que as doses tóxicas de vitamina A são elevadíssimas. Os sinais clínicos aparecem depois da etapa adulta em animais que foram alimentados desta maneira durante toda a sua vida.

Acredita-se que se for adicionado fígado a uma dieta comercial de forma contínua durante muitos anos, também podem ser observadas alterações a nível ósseo.

O tratamento da toxicose por vitamina A nos gatos inclui a eliminação do excesso na dieta, a substituição por uma alimentação completa e equilibrada e a administração de um tratamento sintomático que consistirá em diferentes tipos de analgésicos ou suplementos que o veterinário decidirá segundo o caso particular. O prognóstico é reservado, já que as lesões esqueléticas não são possíveis de reparar. Além disso, pode ser difícil que um gato acostumado a uma dieta determinada se habitue a outra comercial, sobretudo ao estar doente e não ter apetite.

Dra Isabel Iglesias

« Anterior

Trabalhos de olfato para modificação de condutas

Tartarugas-de-terra dentro de casa: alojamento e substrato

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.