Transtornos reprodutivos em cadelas e gatas

, , ,

Neste post falaremos de diferentes transtornos reprodutivos que podem padecer tanto as cadelas como as gatas ao longo da sua vida, como quistos, neoplasia ou piómetra.

Quistos Ováricos

Os quistos ováricos são mais comuns nas cadelas e gatas de idade avançada e podem ser detectado acidentalmente ao castrar ou solucionar uma piómetra (infecção do útero). Também descritos como folículos quísticos provenientes da reabsorção parcial do líquido de um folículo com desenvolvimento incompleto.

Estes têm a capacidade de elaborar hormonas esteróides reprodutivas, mas quando estas concentrações em soro estão dentro dos valores normais, os quistos são considerados afuncionais.

Os que são funcionais podem provocar um estro ou cio persistente. Também podem ser detectados mediante radiologias, mas o método habitual é a ecografia.

Os quistos podem não superar o centímetro, mas o seu diâmetro pode variar atingindo até os 10 cm.

A ovariohisterectomia é o tratamento escolhido para os quistos.

Neoplasias ováricas

São mais comuns em cadelas e gatas com uma idade entre os 8 e 10 anos. A incidência ou surgimento é baixa em comparação com outros tumores.

Classificam-se segundo a origem do tecido neoplásico, e o ovário pode ser também o lugar de neoplasias de outros tumores como os linfossarcomas, carcinoma de células escamosas, carcinomas indiferenciados ou mamários.

O tratamento para todos eles é a extirpação cirúrgica.

Piómetra

Após a ovulação, a cadela tem um período de 2 meses de produção de progesterona pelos corpos lúteos, até mesmo se não estiver grávida.  Esta hormona estimula a hiperplasia e hipertrofia do endométrio, o que pode levar ao acúmulo de líquido dentro do corpo do útero. Isto chama-se hidrómetra e quando esse líquido se contamina se produz a piómetra.

Isto é mais comum em cadelas senis, mas pode apresentar-se a qualquer idade e é mais comum de 4 a 10 semanas após o cio, durante o qual o colo do útero está mais relaxado o que permite que as bactérias vaginais cheguem até ele.

Esta patologia também se apresenta nas gatas.

Os animais afetados apresentam os seguintes sintomas: maior consumo de água e eliminação de urina, diminuição do apetite, decaimento, vómitos, diarreia e dor abdominal ou desidratação.

Podem apresentar ou não descarga vaginal com sangue ou pus e isto muitas vezes é confundido com o cio, mas se deve recordar que se dá uma vez transcorrido o mesmo.

O tratamento utilizado é a cirurgia, a ovariohisterctomia, e o diagnóstico definitivo se consegue mediante uma radiologia ou ecografia.

Dra. Laura B. Fiorito

« Anterior

Dicas e ideias para que o teu cão não ladre tanto

Trabalhos de olfato para modificação de condutas

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.