Como cuidar de um cachorro

, ,

Cuidar de cachorros com a presença da mãe

Em situações normais a mãe encarregar-se-á de alimentar, manter quentes e limpar os seus cãezinhos. Você só terá de manter, em ótimas condições, o espaço que os acolhe. Para isso, é necessário mudar frequentemente os papéis ou a manta que cobrem o chão, onde os cachorrinhos estão, manter uma temperatura ambiental adequada e dar à mãe água fresca e uma ração específica de boa qualidade. Não se esqueça que o apetite das cadelas aumenta consideravelmente durante o período de amamentação.

É recomendável controlar o desenvolvimento dos cachorros, pesando-os à medida que vão crescendo. Um cachorro saudável deve duplicar o seu peso durante os primeiros dez dias de vida! Isto acontece porque durante os primeiros dias os cachorrinhos só comem e dormem, reservando todas as suas energias para crescer. É possível verificar quando um cachorro não está bem alimentado, se chora, se está irrequieto ou se está abatido.

Se nasceram muitos cãezinhos ou a mãe os rejeita, é possível que tenha de alimentar alguns com leite materno para cachorros. É recomendável que alterne as tomas de leite materno com o suplemento para que nenhum fique sem leite materno, pois este contém anticorpos que os irão proteger contra possíveis doenças. Quando alimenta um cachorro com biberão, é importante que o devolva imediatamente à sua mãe para que ela o lamba, um incentivo necessário para que o cachorro urine e faça as suas necessidades normalmente.


Cuidar de um cachorro órfão

Há casos em que a mãe não pode mesmo cuidar dos cachorros e temos que fazê-lo por ela. A etapa mais delicada são as duas primeiras semanas. Os cachorros têm os olhos e os ouvidos fechados e temos que ajudá-los a manter a sua temperatura corporal.

É fundamental proporcionar-lhe uma fonte de calor (não basta cobri-los). Durante a primeira semana, a temperatura ambiental deve ser de 32ºC, depois passar para 29ºC entre o 7 e 21 dias e para 24ºC ao chegar aos 30 dias. É muito importante vigiar, constantemente, a temperatura dos cachorros, pois caso arrefeçam deixam de se alimentar. Tenha muito cuidado caso ao utilizar botijas de água quente ou almofadas térmicas, pois podem queimar facilmente um cachorro pequeno.

Quando limpar o corpo e o focinho do cachorro com um pano húmido, friccione o seu abdómen, pressionando em direção ao ânus. Isto, além de o lavar, estimula a sua digestão e ajuda-o a fazer as suas necessidades. Deve repetir o procedimento entre 6 a 8 vezes por dia, depois de cada refeição e verificar se cama está sempre bem seca.

Deixe que se movimente para que faça um pouco de exercício, lembre-se que quando estão com a mãe os cachorros devem competir com os irmãos para se alimentarem, o que faz com que se movimentem bastante. Também é recomendável que os segure com as mãos para estimular o contato.

É importante controlar o seu aumento de peso. Um cachorro órfão deve aumentar por dia entre 2 a 3 gramas por kg de peso adulto (se não é de raça pode fazer uma estimativa pelo peso da mãe).

Para substituir o leite materno, o melhor seria conseguir leite de outra cadela que esteja a amamentar, mas como isto nem sempre é possível, a outra alternativa são as suplementos de substituição do leite de cadela, ainda que também possamos preparar um substituto caseiro com a seguinte receita: 250 ml de leite de vaca gordo+1 gema de ovo+2 a 4 gotas de um suplemento de vitaminas para bebés. O ideal é preparar pequenas quantidades para que não haja desperdício da mistura e administra-la à temperatura corporal. Até atingirem as três semanas, os cachorros comem entre 6 a 8 vezes por dia, a partir dessa altura podem beber leite 4 vezes por dia e começar com um alimento sólido.

Utilize um biberão pequeno para dar o leite. Verifique se a tetina cabe bem na sua boca e se o cachorro não tem que fazer demasiado esforço para terminar a sua dose

Se o cachorro não suga bem o biberão, consulte imediatamente o seu veterinário para que o ajude a encontrar uma solução que garanta a correta alimentação do cachorro.

O primeiro alimento sólido dos cachorros pode ser uma quantidade de ração para cachorros de boa qualidade dissolvida com um pouco de água ou com o suplemento que lhe estava a dar antes. Depois que se habitue, junte cada vez menos líquido até atingirem entre 6 a 8 semanas. Após atingirem esta idade, deverão comer apenas alimento sólido.

Os cachorros recém-nascidos são muito frágeis e desestabilizam rapidamente. Os problemas mais comuns são a desidratação, a hipotermia e a diarreia. Assegure-se que estão sempre bem hidratados, devem estar gordinhos e com a pele turgente, não dura ou desvitalizada. Verifique a sua temperatura corporal tocando-lhes frequentemente, o seu corpo e as suas extremidades devem estar sempre quentes. As fezes dos cachorros normalmente são amareladas e macias, mas podem tornar–se mais aquosas, no caso de uma mudança de dieta da mãe ou quando tomam suplemento para cachorros.

Desde TiendAnimal recomendamos-lhe que observe os cachorros com muita atenção, para avisar o veterinário caso detete algum comportamento estranho. E dê-lhes muito, muito carinho! Irão devolvê-lo em forma de amor condicional graças ao vínculo afetivo que se cria durante os primeiros cuidados.

« Anterior

As 12 raças caninas mais raras do mundo

Cálculos urinários em cães e gatos

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.