Como instalar plantas naturais dentro do meu aquário

Além de criar um entorno mais parecido ao natural, as plantas vivas ajudam a manter a água oxigenada e geram um ecossistema mais saudável. Neste post te oferecemos alguns conselhos sobre os três aspetos fundamentais na hora de cuidar das plantas naturais no aquário.

1. O substrato para as plantas de aquário

Algumas plantas apenas usam o solo para ancorar as suas raízes e tomam os nutrientes diretamente da água, mas existem muitas outras que dependem das substâncias que podem extrair do solo para prosperar. O principal é encontrar um substrato de boa qualidade, que aporte uma grande quantidade de ferro às plantas. Pode que não seja o mais económico, mas com o tempo descobrirás que é um excelente investimento. O grão do substrato deve ser fino, para que as raízes possam crescer no seu interior. Acima do substrato podes colocar uma camada de cascalho para aquários mais vistosa, ou também areia para que a terra não fique em contato com a água, já que pode se sujar e favorecer o crescimento das algas. Recorda que a espessura do substrato fértil mais o cascalho não deve ser menor de 8 cm.

2. A iluminação para as plantas de aquário

Existe uma regra fácil para calcular quantos watts são necessários para as plantas de aquário com requerimentos moderados de luz: entre 5 e 6 watts por cada 10 litros de água. Para plantas que precisem de mais luz terás de instalar duas lâmpadas fluorescentes, melhor ainda se tiverem a temperatura da cor apropriada. Se fores utilizar mais ou menos luz da indicada, corres o risco de favorecer o crescimento das algas. Se o espaço para instalar luzes for reduzido, podes recorrer aos fluorescentes compactos que ocupam muito menos espaço que as lâmpadas. Tem em conta que quanto maior for a intensidade das lâmpadas, melhores serão os resultados. Por exemplo, as plantas crescerão melhor com uma lâmpada de 30 W que com duas de 15 W.

3. A alimentação das plantas de aquário

Uma vez que tiveres colocado um bom substrato e aportado a luz suficiente, as plantas precisarão de uma grande quantidade de nutrientes para desenvolver-se. Se faltar qualquer micronutriente, as folhas começarão a ficar amarelas e deter-se-á o crescimento. A chave consiste em atingir um equilíbrio entre iluminação e o aporte de nutrientes sem que se produza uma invasão de algas. Para começar, podes utilizar um fertilizante líquido com NPK (nitrogênio, fósforo e potássio) seguindo ao pé da letra as instruções do fabricante. Se adicionares demasiado fertilizante podes matar os peixes, além de favorecer a proliferação das algas. Para as plantas que absorvem nutrientes do chão, utiliza os fertilizantes em forma de palitos ou cones que se enterram no substrato.

O CO2 é um fertilizante excelente para o aquário. Recomendamos-te que o adiciones quando estejas a realizar um grande aporte de luz, já que é o momento no qual as plantas precisam de mais nutrientes. Para aquários com mais de 200 litros podes usar um sistema de garrafa pressurizada com difusor e regulador. Em aquários pequenos resulta mais económico empregar métodos caseiros, ainda que resultem algo complexos e leve tempo controlar o aporte de CO2 de maneira estável.

Agora já podes colocar em prática estes conselhos básicos e adaptá-los à tua própria experiência. Recorda que em TiendAnimal encontrarás tudo o necessário para conseguir que as plantas do teu aquário cresçam saudáveis e espetaculares. Desde as lâmpadas da melhor qualidade, até os substratos e os fertilizantes mais nutritivos.

 

Queres saber mais sobre o aquário, a sua decoração e o cuidado dos peixes? Dá uma olhadela a todos os nossos artigos.

 

« Anterior

Benefícios de ter um gato em casa

Qual lagarto escolher como animal de estimação?

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.