Como preparar o teu cão para a chegada do bebé

Os cães e as crianças são, na maioria dos casos, excelentes amigos. Desfrutam muito quando partilham tempo juntos, a brincar, a passear e, além disso, alguns cães tornam-se fiéis guardiões dos seus donos mais novos. Geralmente, esta relação acontece naturalmente, sem precisar de forma alguma qualquer intervenção, mas sempre é conveniente estar preparado previamente para estabelecer uma boa base e que essa amizade dure muitos anos.

Quando um cachorro chega a casa não é costume haver problemas de adaptação. No entanto, a situação normalmente é mais delicada quando o cão adulto já vive na casa e chega o primeiro bebé. No geral, os cães têm sido os “filhos únicos” durante um tempo, muito mimados (às vezes malcriados) e a chegada do bebé provoca uma mudança bastante drástica nas suas vidas (e nas de todos na casa!). É importante fazer esta mudança tão suave quanto possível, o que não é tão difícil, já que tens quase nove meses para fazer as mudanças necessárias nas rotinas da casa.

Primeiro, é preciso analisar os hábitos do cão e decidir quais deles terão de mudar quando chegar o bebé. Muitos pais já não vão querer que o animal entre à zona dos quartos ou se sente nos sofás e outras mudanças mais drásticas, causando que o animal fique sozinho no jardim. Isto deve ser feito de forma gradual e muito antes do nascimento, dado que desta forma o cão não relaciona o bebé com algo desagradável para ele.

É muito recomendável educar o cão para aprender pelo menos a sentar-se, ficar quieto e caminhar com a trela sem puxar. Isto será muito útil para ti, já que terás tudo controlado quando quiseres andar pela casa com o bebé ou precisares que fique quieto à hora de fazer as apresentações. Ensina-o também a não saltar para cumprimentar. Se conseguires que o teu cão caminhe tranquilamente pela rua, poderás levá-lo a passear junto ao carrinho do bebé. Desta forma o cão vai adorar estar com o bebé.

Deves pensar que o tempo que vais dedicar ao animal de estimação vai mudar. Isto não significa que vais amar ou cuidar do teu cão menos do que antes, mas certamente terás menos tempo disponível para ele e para muitas outras coisas. Se os passeios forem mais curtos, por exemplo, começa a reduzir o tempo gradualmente para o animal ir habituando-se e não se sinta inseguro. Pode sempre ajudar alguma guloseima ou grandes doses de mimos extra para o fazer sentir bem.

Finalmente, chega o dia no qual o bebé entra no lar. É importante não estar nervosos nesse momento; há que deixar que o cão cumprimente a mãe, que esteve ausente durante uns dias, e que ela lhe mostre o seu amor como sempre. Por isso, o pai pode tratar da criança quando entrar na casa. De certeza, irá sentir-se curioso e vai querer farejar para saber o que se passa. Se te sentires calmo com o cão, podes deixar que cheire o bebé, mas coloca a coleira e a trela por se tivesses que puxar dele. Se não te sentires confiante, é melhor que o cão fique sentado e observe o bebé desde curta distância e depois oferecer-lhe uma guloseima por se ter comportado bem. Não os deixes sozinhos no mesmo quarto até que tenhas visto que o cão não tem nenhuma reação inadequada.


As crianças recém-nascidas não interagem muito com os cães, de modo que não há risco de poder magoar o animal e apenas deve adaptar-se às mudanças nas rotinas. Tenta tratar do cão nos horários habituais para se adaptar sem sobressaltos à nova situação.

A maioria dos cães supera esta mudança na sua vida com um pouco de tempo e paciência. Se o teu animal tem antecedentes ou mostra sinais de agressividade e não o podes controlar, o melhor será que vás a um especialista do comportamento ou um treinador profissional com muitas boas referências.

Aprende muito mais sobre o treino com estes interessantes post.

Ajudante Técnico Veterinário especializada em etologia canina. Tiendanimal me permite trabalhar no que mais me apaixona: o mundo animal. Consigo conciliar o meu trabalho com voluntariados em protetoras, santuários, reservas e qualquer evento ou atividade relacionada. Tenho participado de diversos seminários e cursos relacionados com a educação canina, as aves, a primatologia e muito mais. Desfruto a aprender cada dia mais destes incríveis companheiros com os que temos a sorte de conviver.

« Anterior

As doenças digestivas mais comuns das aves

Educação e comportamento de um cachorro ou um gatinho

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.

Natal