Educação e comportamento de um cachorro ou um gatinho

,

Descobre tudo o imprescindível sobre a educação e o comportamento do teu cão ou gato se ainda é filhote: aprendizagem, conselhos, e muito mais!

Quando devo ensinar comandos ao cachorro?

O caráter do cão adulto molda-se durante a etapa de cachorro, por tanto está em nossas mãos o adestramento básico e a sua socialização. Desde que o cachorro chega à nossa casa devemos saber como ensinar o lugar onde tem que fazer as suas necessidades, quais objetos pode morder e quais não, quando ladrar, como caminhar sem puxar da trela e, muito importante, inibir a tendência de morder assim como desfrutar da companhia de outros cães e de desconhecidos ou crianças. O primeiro passo e decidir quais serão as áreas nas quais viverá o cachorro, de forma que não possa cometer erros na sua aprendizagem para ser limpo em casa e morder apenas os seus brinquedos, e não qualquer objeto que encontrar pela casa (uma guia muito prática para educar o teu cachorro é o livro “Um cachorro em casa”, de Ian Dunbar).


O que fazer com o cachorro quando não estamos em casa?

Quando não estamos em casa devemos deixar o cachorro em uma área de brincadeira relativamente pequena, como a casa-de-banho, uma despensa ou o um espaço fechado por uma pequena cerca, onde colocaremos uma cama confortável, água fresca, brinquedos ocos para morder com comida para cães no seu interior e um canto para fazer as suas necessidades onde colocaremos jornais (o mais afastado da sua cama possível). O confinamento por longos períodos permitirá que apreenda por si só a utilizar uma zona apropriada para fazer as suas necessidades, morder apenas os seus brinquedos, e acalmar-se e estar em silêncio.

Como posso evitar os ladridos excessivos do cachorro?

Uma das melhores formas de reduzir os ladridos excessivos é ensinar ao cachorro a ladrar sob ordemAdestrar o teu cachorro a ladrar sob ordem faz com que seja possível ensinar a calar quando o pedires, e fazer com que ladre à “tua” vontade.  No lugar de tentar fazê-lo calar quando está excitado a ladrar, pede que ladre e que cale quando esteja tranquilo e concentrado.  É fácil adestrar um cachorro para ladrar e rosnar sob comando, e podemos fazê-lo a partir dos três meses de idade. Para incentivar o cachorro a ladrar podemos dizer “ladra” um instante antes que algum amigo vá a bater na porta. Após várias repetições irá ladrar cada vez que digamos “ladra”, e antecipar-se-á à campainha.  A seguir damos uma guloseima, no momento em que ficar em silêncio para reforçar esta conduta.

Como evitar que o nosso cão coma coisas do chão durante os passeios?

O problema de qualquer cão que coma compulsivamente tudo o que encontrar tem uma simples solução, educação básica; para tal deves solicitar a ajuda de um bom profissional que utilize métodos positivos de adestramento e educação…em poucos dias verás os benefícios. O mais adequado para começar é levar o animal controlado mediante a trela e prestar atenção a aquilo que fareja e o que leva à boca (para impedir que o faça).

Às vezes se produzem vómitos e diarreias devido à ingestão de materiais inadequados como matéria em decomposição do lixo, pedras, etc. Se o animal, já faz tempo, tem esse costume pode acontecer que o que no início eram vómitos e diarreias agudas por irritação digestiva, se torne em um problema digestivo crónico.  Será o veterinário quem for diagnosticar o estado real do problema. Enquanto isso devemos ter muito presente que existem umas pautas gerais a seguir ante o vómitos e a diarreia aguda:

  • Prescindir de alimentos sólidos durante 24 horas.
  • O consumo de água será controlado (não restrita) se houver vómitos.
  • A reintrodução do alimento, uma vez passadas as 24 horas de jejum, realizar-se-á de forma progressiva e em pequenas quantidades.
  • O alimento deverá ser uma dieta comercial especificamente desenhada para o tratamento de problemas gastrointestinais (de prescrição veterinária).
  • Não utilizar dietas caseiras (arroz, frango, lácteos) sem consultar com o veterinário.
  • Não utilizar medicamentos (antidiarreicos, antibióticos) sem consultar com o veterinário.

Devo castigar o cachorro quando morde?

É muito importante que o cachorro aprenda a inibir a mordida durante as brincadeiras com outros cachorros e com os humanos. O primeiro passo para que o teu cão não magoe ninguém é ensinar a controlar a força da mordida enquanto brinca.  Não é necessário chamar a sua atenção, nem utilizar castigos físicos, mas deve aperceber que os seus dentes podem magoar.  Costuma ser suficiente gritar “ai” ou “NÃO” e deixar de brincar imediatamente. Se o cão não diminui a força da mordida, devemos dizer: “acabou”, sair do quarto e fechar a porta. É conveniente deixá-lo sozinho um ou dois minutos para que associe a mordida dolorosa com o desaparecimento do seu brinquedo humano.

Um gato pode ser educado ou adestrado?

Evidentemente sim; qualquer gato que for tratado com paciência, carinho e com as recompensas adequadas pode conseguir realizar diferentes “tarefas” e obedecer a ordens simples. Um gato aprenderá o que queremos sempre e quando a recompensar oferecida por realizar a atividade proposta seja do seu agrado, mas jamais acatará uma ordem se esta vier acompanhada de gritos, repressão ou castigos. Conseguir que o nosso gato acate e realize uma ordem é tão simples como associar uma recompensa sugestiva a uma determinada ação e dedicar o tempo suficiente até que tenha associado com claridade ambos os conceitos.

Como educar um gatinho?

Durante os primeiro dias no novo lar é conveniente manter o gatinho em um quarto ou em uma parte da casa, para que se habitue ao novo entorno e aos novos donos.  Tenta não fazer muito barulho e evita que conheça muitas pessoas de repente. O primeiro é habituar-se a duas ou três pessoas com as que irá passar mais tempo e as suas diferentes vozes. Apresenta a sua bandeja sanitária e a sua tigela de comida. Depois das primeiras vezes que comer (os gatinhos entre 4 e 8 meses de idade deveriam comer pequenas porções 4 a 5 vezes por dia), coloca imediatamente o gatinho na sua caixa de areia, onde de certeza defecará. Durante os primeiros dias não permitas que outros animais ou crianças pequenas se aproximem do recém-chegado.  Não permitas que as crianças batam, apanhem ou persigam o gatinho, e se este ficar escondido debaixo de um sofá deixa-o tranquilo onde ele está. É recomendável que as crianças, ao apanhar um gatinho em braços, fiquem sentadas no não, para evitar que possa cair. Os gatinhos são capazes de aprender o seu nome muito rápido. Repete o seu nome em alto sempre que brincares com ele, fizeres festinhas ou quando fores colocar comida na sua tigela. Se o gatinho se aproximar quando tiveres falado o seu nome, oferece um prémio.  Se tiveres quintal ou jardim, deixa o gatinho sair apenas depois de estar convenientemente vacinado.


Como posso fazer com que um gatinho entre na caixa de transporte?

Para conseguir que o gato se acostume com a caixa de transporte deixa-a aberta um par de dias antes da viagem, de forma que o gato possa explorar a vontade. Coloca a sua manta preferida dentro ou um brinquedo que gostar muito para que o gatinho sinta que faz parte do seu entorno habitual. Se no dia em questão o animal se mostrar relutante a entrar na caixa de transporte, põe uma toalha para protegê-lo ao redor do seu corpo e coloca-o com firmeza dentro. Tenta não apertá-lo e fala com ele o tempo todo num tom de voz suave.  Os gatos não costumam fazer xixi nos carros, mas às vezes têm excesso de salivação e respiração ofegante.  Para evitá-lo é melhor não dar de comer nas seis ou oito horas prévias da viagem e não dar nada de líquido duas horas antes. Os veterinários podem receitar tranquilizantes ou comprimidos para o enjoo, mas nunca devem ser utilizados medicamentos humanos.

É conveniente passear o gato com trela?

Não é fácil, mas pode ser conseguido.  Algumas raças são mais fáceis de passear com trela, como os siameses, mas a maioria dos gatos, nega-se rotundamente. Se fores tentá-lo, coloca um peitoral no lugar de uma coleira, porque muitos gatos são capazes de se soltar da coleira. Começa por colocar o peitoral e a trela, deixando que o gato os arraste pela casa. Logo pega na trela e segue o gato por onde quer que ele vá. Gradualmente começa a guiá-lo para que ele vá para onde a trela o levar.  Não tentes levá-lo para fora da casa até que o gato não se sinta confortável preso à trela no interior.


Porque o gato marca com urina nos mesmos lugares da casa?

A marcação com a urina em superfícies verticais é produzida principalmente em machos adultos não castrados e seguido, muito perto, pelas fêmeas adultas no cio. O que para o proprietário do animal supõe um enorme desconforto, para o gato não é outra coisa que uma forma de comunicação; a marcação não só se produz quando existe uma época do cio em machos ou fêmeas, mas também aparece, por exemplo, quando chegam novos animais a casa, com a entrada de uma nova mobília, mudanças de casa, novas plantas no entorno, etcétera.

Entre as principais causas temos: a marcação sexual, entrada de novos animais na casa ou a chegada de novos gatos à vizinhança, mudanças no entorno direto, mudanças de horário dos proprietários ou ausências prolongadas, castigos inadequados ou o próprio temperamento do animal.

Para solucionar este problema podemos seguir os seguintes passos:  Identificar a causa, reduzir ou modificar os estímulos que provocam a marcação e modificar a resposta do animal ante os estímulos. Se quiseres podes contar com o apoio de um profissional especializado em comportamento, já que às vezes é necessário o uso de determinados fármacos para que a terapia resulte. Em linhas gerais, alguns dos passos a seguir são os seguintes:

  • Evitar o acesso do gato aos sítios que marcou.
  • Favorecer o uso da bandeja de leito absorvente.
  • Utilizar técnicas de modificação de conduta (com ajuda do profissional).
  • Castigo: é adequado apenas se for aplicado no momento em que o gato está a borrifar o jato de urina; por exemplo, com um spray de água a distância, mas nunca mediante castigo físico.
  • Terapia farmacológica: apenas após a valoração e com a supervisão do veterinário.
  • Esterilização-castração.
« Anterior

Como preparar o teu cão para a chegada do bebé

A colocação das plantas no tanque

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.