As doenças digestivas mais comuns das aves

Há algumas doenças infeciosas que podem afetar as aves dentro de casa. Algumas delas podem ser agravadas rapidamente e até contagiar às pessoas, de modo que não hesites em consultar com um especialista perante os primeiros sintomas.

A tricomoníase é mais frequente em pombos, mas também foi vista em psitacídeos. Provoca placas caseosas na língua e faringe, com vômitos, diarreia e falta de apetite. É tratada com antibióticos. Em casos avançados pode provocar pneumonia e morte.

A candidíase é uma micose comum em crias alimentadas à mão, provavelmente por um desenvolvimento incompleto do sistema imune, e também em pássaros adultos com as defesas comprometidas por alguma situação de stress, falta de higiene, dieta desequilibrada ou depois de um tratamento prolongado com antibióticos. Os sinais dependem do lugar afetado. São comuns placas brancas na boca, esvaziamento lento do papo, regurgitação, depressão, anorexia, diarreia (se o trato digestivo inferior estiver infetado). Os intestinos não podem absorver nutrientes, é produzido um estado de desnutrição e a doença torna-se crônica. Cura-se com antimicóticos, mais higiene no ambiente, eliminação de todos os açúcares da dieta e correção dos nutrientes.

O esvaziamento lento do papo costuma ser um problema nas crias desenvolvidas artificialmente. Observa-se que o papo ainda fica cheio entre uma comida e a seguinte. As principais causas são a ornitose e poliomavírus, mas também podem ser problemas da dieta (temperatura incorreta, mau estado, composição inadequada). Outras causas menos comuns são a presença de corpos estranhos, impactações ou cálculos.

Polyomavírus é uma doença viral que afeta principalmente os psitacídeos com menos de 7 semanas. Provoca perda e falta de desenvolvimento das penas, da cauda e das asas. Os sintomas digestivos são vômitos, diarreia, anorexia, depressão ou esvaziamento lento do papo. Pode ser mortal se não for tratada a tempo. Observa-se uma hemorragia profusa depois de uma injeção intramuscular ou se arrancar uma pena e hematomas no corpo como resultado da necrose hepática severa.

A ornitose é uma infeção grave causada pela chlamydia psittaci que pode afetar a todas as aves e transmite-se às pessoas e outros animais de estimação, pelo que uma ave doente deve ser denunciada à saúde pública. Os sinais clínicos são diarreia, descarga oculo-nasal e uratos aquosos que podem ir desde o amarelo até ao verde, embora haja aves assintomáticas portadoras. Nas pessoas observa-se desde uma leve constipação crônica até pneumonia. É recomendável não comprar aves em lugares de pouca salubridade e levar as aves recém-adquiridas ao veterinário, já que existe a suspeita de que há uma grande prevalência desta doença. O tratamento aprovado é realizado com doxiciclina durante 45 dias.

As enterites bacterianas podem ser produzidas por bactérias não específicas como Escherichia coli, Pseudomonas, Klebsiella, Enterobacter e Campylobacter. Uma pequena quantidade dessas bactérias é normal no intestino das aves, mas se há mais de 5% num teste fecal podem considerar-se como a causa da diarreia. O tratamento realiza-se com antibiótico que o veterinário indicará segundo os sinais clínicos e a bactéria encontrada. Clostridium perfringens, que é um habitante normal do intestino, pode provocar diarreias fatais se chegar a formar esporos. Esta mudança pode observar-se depois de tomar antibióticos, de uma situação estressante ou mudanças na dieta. É tratado com antibióticos e com as medidas de contenção que forem precisas.

As aves em cativeiro que não têm acesso ao exterior raras vezes são contagiadas por parasitas intestinais durante a sua vida adulta. Os mais frequentes são as Giardias, que podem ser contraídos a partir da água. Provocam diarreia e perda de peso e são tratadas com metronidazol. É conveniente desparasitar qualquer ave nova antes de a incorporar na gaiola com outras para evitar o contágio. 

Lê todos os nossos artigos sobre as doenças dos animais de estimação.


« Anterior

Feed Clean, a evolução da alimentação para animais de estimação

Como preparar o teu cão para a chegada do bebé

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.