Diamante-de-Gould, verdadeiras jóias da natureza

O Diamante-de-Gould é um pássaro muito bonito e colorido que ultimamente é bastante conhecido. Pertence à ordem dos passeriformes e são originários da Austrália, região com um clima tropical. Os primeiros foram caçados em 1833 e levados para a Inglaterra, onde o zoólogo John Gould se encarregou de organizar expedições para estudá-los. Em estado selvagem há três diferentes tipos, o de cabeça vermelha, o de cabeça preta e o de cabeça laranja. Contudo, todos têm em comum o peito lilás, o ventre amarelo, o manto verde e um chamativo colar turquesa. Em cativeiro têm sido obtidas outras variantes de cores, como o amarelo, azul, etc. A cor nas fêmeas é um pouco menos brilhante e as suas caudas são mais curtas.

São umas aves pequenas, de uns 12-13 cm, vivazes e alegres, bastante sensíveis ao frio e às mudanças bruscas de temperatura. A sua reprodução em cativeiro é bastante difícil, alguns não são bons pais e requerem de pais substitutos que se ocupem das suas crias. A temporada de cria é no final do verão e outono, mas precisam de uma temperatura de pelo menos 25ºC e longas horas de luz, por tanto é necessário adicionar luz artificial fora do seu habitat natural.

A gaiola deve ser colocada em um ambiente protegido das mudanças de temperatura, portanto é melhor que seja dentro de casa, a não ser que o clima seja muito benigno. Precisam bastante espaço, com uma gaiola espaçosa de uns 60×30 cm por 40 cm de altura, e não se devem colocar muitas aves juntas; o ideal é um casal por gaiola, ou mais aves se tens um aviário grande. Estes pássaros vivem em comunidade na natureza, por tanto não se recomenda ter um só.


A sua dieta básica está composta por uma mistura de sementes para periquitos de boa qualidade, mas é conveniente completar a alimentação com pasta de ovo, verduras em pouca quantidade, carbonato de cálcio, sementes germinadas e um complexo de vitaminas. Assim como acontece com outras espécies, a temporada de cria e de muda são épocas nas quais a ração deve ser reforçada com proteínas, minerais e vitaminas. Também precisam algo de grit para ajudar a triturar os grãos na moela. Adoram a alpista e o milho painço, mas devem acostumar-se a comer diferentes sementes quando são novos para conseguir ter uma alimentação completa o resto da sua vida.

O Diamante-de-Gould é uma ave sensível, por isso é necessário manter uma correta higiene da gaiola, os pratos e os alimentos. A comida húmida, como pasta e sementes germinadas deve ser retirada da gaiola depois de no máximo 6 horas para evitar o desenvolvimento de fungos e bactérias. Igualmente é necessário renovar a água dos bebedouros e banheiras, pois os germes podem provocar problemas reprodutivos, fraqueza, diarreia, perda de peso, etc. A falta de higiene geral na gaiola pode também gerar transtornos, como morte das crias, debilidade e morte durante a muda, mortalidade repentina de adultos, etc.  Também é necessário evitar a sobrepopulação da gaiola porque é uma causa de stress importante nestas aves.


Artigos relacionados:

« Anterior

Como preparar uma gaiola para aves bem equipada

As doenças digestivas mais comuns das aves

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.