Criação de canários em casa

Criação de canários em casa

A criação de canários em casa é verdadeiramente uma arte, um passatempo saudável que requer certo conhecimento especializado para obter os resultados esperados. Seguidamente, apresentamos uma série de conselhos para que a criação de canários em casa resulte uma experiência gratificante com o máximo respeito e amor pelos animais.

  1. Diferenciar e separar machos de fêmeas fora da temporada de criação

Em primeiro lugar, é preciso ter em conta que os canários não são aves sociáveis por natureza, pelo que devem permanecer em gaiolas separadas fora da temporada de criação. Se vivem juntos podem produzir-se brigas ferozes entre os machos ou atacar uma fêmea se ela os rejeitar.

É mais fácil diferenciar os machos das fêmeas quando se encontram na temporada reprodutiva, já que durante esta etapa apenas os machos cantam e só as fêmeas preparam o ninho.

2. Preparação da gaiola de criação e o ninho

Coloca a gaiola de criação num lugar tranquilo, longe do passo frequente de pessoas e animais. Para garantir a saúde do casal reprodutor e as suas futuras crias, terás que limpar, desinfetar e fumigar a gaiola com produtos específicos. Do mesmo modo, todos os acessórios e ferramentas destinados a serem utilizados para a criação de canários em casa devem estar perfeitamente limpos.

É muito importante contar com o ninho apropriado. Evita os ninhos fechados, já que dificultam a tarefa de revisar os ovos. Os ninhos para a criação de canários podem ser de materiais muito variados, desde tecidos feitos com fibras naturais até os fabricados em plástico ou metal. Estes últimos são mais fáceis de desinfetar e podem ser reutilizados.

Quando chegar a temporada reprodutiva, as fêmeas de canário começam a fazer o seu ninho, coletando os materiais que encontram ao seu redor, como papéis, plantas ou penas. Podes facilitar a tarefa proporcionando um material natural, cálido e confortável para que sejam as próprias fêmeas quem acabem de confeccionar o leito onde vão pôr os ovos e vão alimentar as suas crias.

3. O primeiro encontro

A forma mais apropriada de aproximar a fêmea ao macho é mediante a utilização de uma gaiola especial para criação de canários que conte com uma divisão vertical. Quando o macho e a fêmea começam a beijar-se através das barras, é o momento de retirar o painel de divisão para que comece o cortejo. É muito importante vigiar o comportamento do macho. Se ele começar a debicar de forma agressiva a fêmea, é necessário separá-los para evitar que fiquem magoados. Passadas umas horas, poderás tentar novamente.

4. A postura de ovos

As fêmeas de canário costumam pôr entre 5 e 8 ovos. Para garantir que todas as crias nascem ao mesmo tempo, terás de trocar os ovos verdadeiros por uns ovos de plástico substitutos para criação de canários. O procedimento é muito simples: cada vez que a fêmea de canário põe um ovo, troca-o por um de plástico. No momento em que a canária acabe de desovar, volta a trocar todos os ovos de plástico pelos ovos originais. Algumas fêmeas de canário têm dificuldades para expulsar os ovos. Se isto acontecer, deves acudir ao veterinário o mais cedo possível.

Quando todos os ovos estão no ninho, a fêmea começa a incubar. Depois de 3 dias os ovos podem ser revisados à contraluz para descobrir se contêm um embrião. Se estiverem vazios, podes realizar uma segunda revisão aos 5 dias e, se finalmente não estiverem fecundados, deves retirá-los do ninho para deixar espaço a uma nova postura. Não te esqueças de te lavares muito bem as mãos ou usar umas luvas para manipular os ovos de canário e evitar rejeições por parte da fêmea A higiene é fundamental!

5. O cuidado das crias

As crias nascem transcorridos cerca de 14 dias desde que a fêmea começou a incubar todos os ovos juntos. Os canários nascem cegos, sem penas e sem precisar mais ajuda que os cuidados incondicionais dos progenitores. Para facilitar-lhes a tarefa apenas precisas pôr ao seu alcance água fresca e uma comida para canários de boa qualidade, consistente numa mistura de sementes e vitaminas.

A dieta mais apropriada para a cria de canários em casa é completada com uma ração diária de pasta de cria fortificante, alguma porção de fruta ou legumes e umas gotas de vitaminas para aves na água.

 

6. O momento de abandonar o ninho

Num prazo aproximado de três semanas, as crias estão suficientemente desenvolvidas e podes transferi-las para a sua própria gaiola. Quando o casal reprodutor fique novamente a sós na gaiola especial para cria de canários, podes trocar o ninho para dar lugar a uma nova ninhada. Um casal reprodutor bem alimentado com uma dieta rica em proteínas pode produzir até três ninhadas numa mesma temporada de cria.

Na secção de aves de Tiendanimal encontrarás tudo o que é preciso para criares canários em casa. Desde os acessórios e ferramentas mais apropriados até os melhores produtos de higiene e alimentação.

Deixe um comentário