Vómito em gatos, o que deve saber

,

Se vive com um ou mais gatos, provavelmente já se deparou com alguns restos de comida que o fizeram suspeitar que algo está errado. Neste artigo, queremos ajudá-lo a detetar as possíveis causas do vómito do seu gato, bem como o que pode fazer para o evitar e acabar com ele de uma vez por todas. Para se tornar um especialista na matéria, aconselhamo-lo a continuar a ler.

Antes de mais, os gatos são animais muito sensíveis à sua alimentação. É necessário que a sua alimentação tenha um bom valor proteico biológico (fácil absorção de carne de qualidade) e que se evite o excesso de ingredientes que podem provocar uma digestão pesada. Também é importante ter em atenção o nível de cereais na dieta, uma vez que podem causar intolerâncias alimentares.

Além disso, é preciso variar a fonte de proteínas da dieta, para evitar que ele se habitue a comer sempre a mesma proteína, o que também pode provocar vómitos. Por exemplo, pode mudar de frango ou peru para salmão de vez em quando.

Na Tiendanimal encontrará as melhores rações para o seu gato e deve escolher a correta com base nos seguintes pontos: 

  1. Idade. 
  2. Esterilizado ou não.
  3. Necessidades específicas, no caso de padecer de alguma patologia. 
  4. Intolerência ou alergia a certos componentes. 

Lembre-se que o seu veterinário poderá orientá-lo na alimentação do seu animal e, sobretudo, diagnosticar a causa da falta de apetite e dos vómitos do seu gato através de um exame para excluir qualquer doença.

Quais são as razões ou causas para o meu gato vomitar ração?

Ansiedade

Recomendamos que, para detetar as causas dos vómitos do seu gato, o observe regularmente.

Em particular, o problema da ansiedade felina pode ser uma razão.

Quando chega a hora de comer, eles vêm como se não houvesse amanhã, para devorar tudo em poucos segundos. Se é este o caso do seu gato, queremos dizer-lhe que pode ser uma causa de regurgitações, ou seja, verá que o seu gato vomita comida não digerida.

É possível que isto aconteça porque é um gato adotado, e no seu ambiente anterior havia falta de comida, ou porque em casa há alguma competição pela comida com outros animais de estimação.

Para acabar com este hábito, recomendamos que os separe em várias divisões, para que não se vejam uns aos outros e não tenham medo de ficar sem comida. Além disso, não há nada melhor do que um comedouro anti-voracidade deste tipo:

Mudança de horário

Se o seu gato vomitou sem expelir comida, é possível que a razão para isso seja o facto de ele ter tido um horário alimentar muito rigoroso e, se por alguma razão essa rotina mudar abruptamente, ele já gerou sucos gástricos e o seu corpo, em resposta ao facto de não haver comida, expulsa-os.

Por outras palavras, pode ter ativado a pré-digestão e provocado um pequeno vómito, como método de proteção contra os ácidos gerados no estômago.

Nestes casos, aconselhamo-lo a dar-lhe, por exemplo, um lanche ou um “petisco” de comida antes de lhe dar a comida final. Isto reduzirá a irritação gastrointestinal e verá que o seu gato deixará de vomitar.

 

Bolas de pelo 

A muda ou queda do pelo de um gato é algo a que todos os donos de gatos devem estar atentos ao longo do ano.  É importante escovar o seu gato 3 a 4 vezes por semana se ele tiver pelo curto e diariamente se tiver pelo comprido, porque se o pelo morto se acumular, no final, devido à escovagem constante, pode acabar no estômago do seu gato e, como não é bem digerido, provocar vómitos. Pode também adicionar malte à sua dieta

Demasiada comida

Por vezes, as pessoas erram ao dar mais comida do que a que o animal realmente precisa, o que pode levar o seu gato a vomitar a comida. Os gatos podem ser muito insistentes em exigir que querem mais, e podemos pensar que eles precisam, mas na realidade é o contrário. A obesidade nos gatos é um problema comum nos gatos domésticos, por isso, dependendo da ração que comprar, deve seguir as doses recomendadas pelo fabricante para o peso e a idade do seu gato.

Por fim, como sempre, consulte o seu veterinário se tiver dúvidas sobre as quantidades. Ele conhece o seu animal de estimação e poderá dar-lhe uma resposta à medida, e isso é óbvio!

E se quiser continuar a ler, recomendamos-lhe os seguintes artigos:

Se precisar de algo para o seu animal de estimação, na Tiendanimal queremos ajudá-lo. Encontre a sua loja mais próxima ou se preferir, faça a sua encomenda na nossa loja online especializada em produtos para animais de estimação, e não perca as nossas promoções!

« Anterior

Existe depressão pós-férias nos cães? O que é e como os afeta?

Um guia completo para cuidar de um cão sénior

Seguinte »

Deixe um comentário

Precisa de marcar uma consulta veterinária? Lembre-se que o seu veterinário de confiança é sempre o melhor profissional para o ajudar a tratar da saúde e dos cuidados do seu animal de estimação.