Como introduzir um gato novo em casa

Como introduzir um gato novo em casa

Muitas pessoas estão satisfeitas com um único gato e consideram a situação ideal. Porém, outras pessoas, uma vez que têm a companhia de um felino não conseguem deixar de trazer um ou vários gatos a casa.

A maioria dos gatos desfruta da companhia de outros congêneres. Um gato adulto costuma rejuvenescer quando se introduz um novo gatinho em casa; mesmo que no início fique um pouco esquivo e até zangado, em pouco tempo vai brincar com o seu novo irmão ou irmã, com a sua curiosidade renovada e a sua energia recarregada. Alguns gatos são mais solitários e territoriais, mostram-se muito ciumentos ou agressivos quando chega alguém estranho em casa, e podem não estabelecer uma boa relação com um novo gato.

Quando decidires introduzir um gato novo em casa, procura que tenha uma personalidade compatível com a do que já vive em casa. Isto apenas é possível se adoptares um gato adulto ou de uma determinada raça, já que têm um temperamento bastante previsível de acordo com o dos seus pais e os cuidados do criador desde que nasce e durante a etapa de socialização. No geral, é melhor que tenham carácter similar, mas alguns gatos são muito tranquilos e amigáveis e podem dar-se muito bem com qualquer um.

Antes de introduzir um segundo gato em casa, leva-o ao veterinário, para que faça todos os testes que considere necessários, o desparasite e coloque as vacinas. Assim evitarás qualquer tipo de contágio com o teu outro gato.

O primeiro dia do gato novo em casa

O primeiro dia na nova casa é conveniente que permaneça isolado num quarto ou em um pequeno espaço separado no qual tenha a sua água, comida e bandeja sanitária. Podes fazer-lhe carícias, falar com ele ou permanecer o tempo que quiseres do seu lado para ganhar a sua confiança. Desde este lugar ele poderá ouvir os barulhos da casa, sentir odores e aprender os movimentos habituais. De certeza ambos os gatos irão farejar pela porta e perceberão que outro está do outro lado. Divide a tua atenção entre os dois para que nenhum se sinta relegado. Procura que esse dia não haja visitas nem nada que possa alterar os gatos nem dispersá-los da tarefa de observar as suas reações para decidir quando será possível o encontro.

O segundo passo quando introduzires um gato novo em casa é deixar que cada um cheire os pertences do outro, mas sem que se vejam entre si. Se todo correr bem podes passar ao seguinte passo, que é juntá-los. As primeiras vezes juntos serão sempre com a tua supervisão, assim poderás ver como reagem mutuamente. Se não perceberes nenhum incómodo, podes deixá-los mais tempo juntos, e partilhar as diferentes atividades familiares. Se algum se apresentar desconfiado ou muito zangado, deixa-os juntos apenas por um tempinho e sempre com alguém presente para controlar. À medida que estiverem mais acostumados um com o outro poderás prologar o tempo juntos.

O que devemos ter em consideração ao introduzir um novo gato em casa

É muito importante, para facilitar a convivência, que cada gato tenha a sua própria bandeja sanitária, o seu próprio prato de comida e um lugar privado para descansar. Se utilizarem brinquedos, oferece a quantidade suficiente como para que não briguem por eles. O recipiente da água pode ser partilhado, mas tendo em conta que deve ter o tamanho apropriado para quantidade de gatos que o utilizam.

São muito úteis os arranhadores que têm vários níveis para repousar. Aqui cada gato pode escolher o seu lugar; se for bastante alto, o gato mais velho poderá subir no andar mais alto, para descansar um tempinho do mais novo, se assim o desejar. Também podem colocar-se prateleiras em diferentes lugares do ambiente para que escolham a que preferirem e tenham um pouco de privacidade e tranquilidade.

É melhor escolher gatos de diferentes sexos, assim a competitividade será menor. Obviamente, ao introduzir um gato novo em casa devem estar esterilizados se não quiseres encher a tua casa de gatinhos em pouco tempo. Os machos castrados são, além disso, menos territoriais e não são tão propensos a lutar pela dominância. Os gatos urinam sobre superfícies verticais em forma de spray para marcar o seu território. Esta conduta potencia-se quando convivem vários gatos, por tanto é recomendável ter a mão um bom neutralizante de odores para limpar o antes possível e evitar que outro “responda” com a sua própria marca no mesmo lugar.

Ao introduzir um gato novo em casa é melhor evitar as situações de competição, pelo menos no início. Por exemplo, com a comida; convém separá-los em diferentes ambientes, se for possível. Além do mais, assim cada um comerá a ração de acordo com a sua idade. Outra situação que poderia gerar ciúmes é quando chegares a casa depois do trabalho. As vezes são eles os que estabelecem a ordem para o comprimento e tu apenas deverás respeitar a sua escolha, não tentes mudá-la. Se não for assim, procura cumprimentar os dois ao mesmo tempo ou intercalar um com o outro até que se acalmem.

Se a adaptação do novo gato se complicar

Quando a adaptação ficar muito difícil e os gatos ficarem muito nervosos podes utilizar as feromonas felinas. Estas substâncias conseguem diminuir o stress, criando uma sensação de bem-estar para os animais. Ajudam a evitar a marcação de urina excessiva, brigas, nervos e ciúmes.  As feromonas vendem-se em embalagens de difusores elétricos que se conectam à corrente e liberam a substância lentamente no ar.

Também são sumamente efetivas as Flores de Bach. Preparam-se em gotas sem álcool e devem dar-se 4 gotas 6 vezes por dia aos dois gatos ou àquele que tiver mais dificuldade com a adaptação.

A maioria das vezes o gato novo em casa tem uma boa adaptação. A clave é fazer o processo em forma gradual e respeitando os tempos de adaptação dos animais, sem forçar nenhuma situação e oferecendo a cada um a mesma atenção, carícias e amor.

Deixe um comentário