O cuidado de camaleões

O camaleão é um animal de estimação excepcional que requer de conhecimentos e cuidados específicos. Com este post queremos que aprendas um pouco mais sobre estes tímidos répteis com uns conselhos básicos sobre o espaço, a higiene e a alimentação dos camaleões.

1. Jaula para camaleão

O camaleão é um réptil arborícola, isto é, que vivem em ramas de árvores. Por tanto, deves ter a certeza que a tua jaula para camaleão conta com suficiente espaço como para instalar várias ramas com abundante folhagem pelas quais possa subir e esconder-se. Um camaleão pequeno precisará uma jaula de pelo menos 50x50x90 cm com três paredes de arame para garantir uma boa ventilação.

Recorda que o camaleão precisará uma humidade de quase 80%, de maneira que se a jaula não estiver bem ventilada é possível que apareçam fungos e bactérias prejudiciais para a saúde do teu animal de estimação. Também é importante que busques um lugar tranquilo para colocar a jaula, já que os camaleões se estressam facilmente, e afastado de correntes de ar frio.

Se vives no clima apropriado e as condições do ambiente permitem o desenvolvimento de plantas tropicais, podes instalar plantas naturais como os pothus, pitósporo-da-China ou figueira. Recorda que algumas espécies como o camaleão do Iêmen podem alimentar-se das plantas do entorno, por tanto terás de ter a certeza de não colocar nenhuma planta que possa resultar tóxica para eles.

2. A higiene das jaulas para camaleões

A limpeza é essencial para a saúde de todos os nossos animais de estimação, mas quando se trata de animais que vivem em ambiente húmidos, o cuidado da higiene é uma tarefa fundamental. No caso do camaleão, recomendamos que não utilizes substratos com partículas pequenas, já que o teu animal de estimação poderá ingeri-las acidentalmente com algum inseto. Simplesmente coloca folhas de papel absorvente no chão da jaula e troca-as com frequência. Algo que também ajudará a manter limpa a tua jaula para camaleão será colocar todas as plantas em recipientes, evitando assim que a terra se espalhe e suje a jaula.

3. A temperatura e a humidade das jaulas para camaleões

Assim como acontece com os lagartos, o camaleão precisa calor e radiação UVB/UVA, de modo que terás de instalar lâmpadas especiais para répteis dentro do recinto. Sempre que a temperatura o permitir, tenta expor o teu camaleão à luz solar durante uma hora, através de uma janela aberta ou no exterior da casa.

Os valores de humidade e temperatura necessários dependem de cada espécie de camaleão:


TemperaturaHumidade
Camaleão do Yemen26 a 35ºC50%
Camaleão-de-jackson 21 a 29ºC50 – 80%
Camaleão-pantera24 a 35ºC60 – 85%

Recorda que deves criar um gradiente de temperatura para que o camaleão possa regular a sua temperatura corporal. Durante a noite deves desligar todas as luzes e a temperatura baixa entre 5 e 10ºC. Não será necessário aquecer artificialmente a jaula do teu camaleão durante a noite se a temperatura da casa não é menor de 18-21ºC.

Para manter a humidade elevada podes pulverizar a jaula e as plantas com um pulverizador de água para terrários 2 ou 3 vezes por dia. Também podes criar um sistema de gotejo colocando pratinhos com gelo em lugares altos e deixando que gotejem quando se derretem ou fazer um buraco com um alfinete em uma garrafa de plástico e deixar pingar durante uma ou duas horas, duas vezes por dia. A opção mais confortável é comprar um humidificador automático e um bom higrómetro.

4. A alimentação do camaleão

Para que o teu camaleão tenha uma dieta equilibrada, terás de administrar uma ampla variedade de insetos. No geral, a sua nutrição diária está composta por grilos, mas pode ser complementar com outros insetos como tenebrio, zophobas, gafanhotos, bicho-da-seda, moscas, baratas, etc. Todos os insetos devem ser de criadouros para evitar restos de pesticidas que possam intoxicar o camaleão. Ocasionalmente os camaleões grandes podem alimentar-se com um roedor recém-nascido, que tem um alto conteúdo de cálcio.

Os insetos na sua maioria têm uma má relação cálcio e fósforo, por tanto se recomenda alimentá-los previamente com frutas carnosas e verduras de folha dois dias antes de oferecê-los ao camaleão. Uma ou duas vezes por semana se recomenda polvilhar sobre a comida um suplemento de cálcio e vitaminas especiais para répteis. Não percas o bonito espetáculo de ver o teu camaleão a caçar um inseto vivo com a sua língua pegajosa, é fascinante.

Com relação à água, o camaleão nunca beberá de um recipiente, por tanto é indispensável algum com sistema de gotejo anteriormente citado para que o teu animal de estimação apanhe a água com a sua língua diretamente das folhas húmidas.

Recorda que em TiendAnimal podes encontrar tudo o necessário para que o teu camaleão tenha uma vida longa e feliz. Desde todo tipo de jaulas e acessórios para répteis, até a melhor comida para camaleões.


« Anterior

Treinamento com clicker – Parte II

Como escolher a jaula adequada para a minha chinchila?

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.