Frio em cães: aprende a detectá-lo e preveni-lo

Assim como qualquer outro animal, os cães sentem frio se as condições climáticas são extremas para a sua capacidade de suportá-las. Além disso, o cão é uma espécie incrivelmente diversa, apesar de serem descendentes dos lobos muito bem adaptados ao frio, hoje em dia há raças quase sem pelagem, sendo que esta é a principal capa de proteção contra baixas temperaturas e outros elementos externos.

Neste sentido, é muito importante conhecer as diferentes variáveis que entram em jogo na hora de determinar se o frio começa a se tornar intolerante para o teu cão. A boa notícia é que nestes casos, o teu animal de estimação vai te dar sinais claros de que é incapaz de tolerar determinada temperatura.

Os cães sentem frio no inverno? 

Durante os meses de inverno os cães sentem frio em maior e em menor medida, a depender de múltiplas variáveis, e as três mais importantes são:

  1. Temperatura do ambiente: É o fator mais óbvio de todos e afeta os animais da mesma forma que afeta os humanos. Quanto mais baixa a temperatura do ambiente, maior será o frio que o teu animal irá sentir.
  2. Densidade da pelagem: A natureza se encarregou de dar uma pelagem mais densa aos cães que, geração após geração, nasceram em entornos mais frios. Por outro lado, se a raça do teu cão se desenvolveu em ambientes mais cálidos, certamente vai ter pelo curto e será mais sensível ao frio durante os meses de inverno.
  3. Gordura corporal: Debaixo da pelagem, na pele, os cães têm uma capa de gordura que também ajuda a protegê-los do frio. A capa funciona como protetor térmico porque retém o calor corporal. Quanto mais grossa a capa, menor será a perda de calor.

Adicionalmente, outras variáveis mais circunstanciais, como algum resfriado, podem fazer que o teu cão sinta mais frio do que o normal.

Sinais de que o teu cão está com frio

Para saber se os cães estão com frio em determinados momentos do ano, e se precisam de ajuda para afrontá-lo com maior facilidade, deves prestar atenção a alguns sinais:

  • Tremores: É um sintoma universal, já que se apresenta em praticamente qualquer mamífero que está com frio. Como o movimento gera calor, os tremores são um mecanismo natural de defesa contra as baixas temperaturas.
  • Orelhas frias: O torso do animal é a zona onde mais calor é gerado pela atividade dos órgãos internos. Por isso, em partes como as orelhas é mais fácil reconhecer se o cão está a sentir muito frio.
  • Se encolher com chiados: Outro sintoma claramente perceptível é quando o cão se encolhe em cantos e, em casos mais drásticos, pode fazer isso com leves chiados pelo desconforto.
  • Sonolência: Nos casos mais extremos, é impossível que os cães conciliem o sono devido à intensidade do frio. Se notares que o teu cão se encolhe, chia e, além disso, não consegue dormir, então está a sentir muito frio. 

Se vários destes sinais se apresentarem em conjunto, deves interpretar que o teu cão não está somente a sentir frio, mas que além disso está a sofrer por isso.

Conselhos para proteger o teu cão do frio

Independente da intensidade do inverno, há vários conselhos que podes adotar para reduzir o frio do teu cão, podes aplicar somente um ou vários deles:

Mantém uma correta temperatura da casa

Para prevenir o excesso do frio nos cães, é essencial manter o local onde habitam devidamente climatizado. Assim como para si é proveitoso ter em casa um sistema de aquecimento, também será para o teu animal de estimação.

Passeios no inverno? Sim! Mas com precaução 

Cancelar os passeios durante o inverno não é uma opção, principalmente se a tua casa não tem espaço para a atividade física e a locomoção do teu cão. Mas deves tomar algumas precauções para não o deixares por muito tempo sobre o chão gelado, já que estes animais sentem frio muito rapidamente, pois ele entra diretamente pelas almofadinhas das patas.

Vigia a sua alimentação 

Uma correta alimentação também ajuda a combater o frio: os cães ficam mais bem nutridos e com as proporções ideais de gordura corporal. Assim, conseguem enfrentar as baixas temperaturas com mais facilidade.


Cuida do seu pelo 

Com um melhor cuidado da pelagem, os cães aguentam o frio de forma mais eficiente e de maneira natural, inclusive em exteriores, principalmente as raças com muito pelo. Este conselho está relacionado com o da alimentação, já que mediante ela também são aportados nutrientes ao couro cabeludo do animal.

Compra roupas para o teu cão

Se tem pouca pelagem, podes mitigar o frio do teu cão com alguma cobertura artificial. Em outras palavras, com roupa desenhada para estes animais como casacos ou camisolas. O objetivo desta roupa é ajudar a manter o calor corporal. 


Em Tiendanimal vais encontrar tudo o que precisas para proteger o teu cão do frio, desde as melhores camas, inclusive com aquecimento, até roupa forrada com tecido polar para proporcionar o máximo calor para o seu corpo.


Ajudante Técnico Veterinário especializada em etologia canina. Tiendanimal me permite trabalhar no que mais me apaixona: o mundo animal. Consigo conciliar o meu trabalho com voluntariados em protetoras, santuários, reservas e qualquer evento ou atividade relacionada. Tenho participado de diversos seminários e cursos relacionados com a educação canina, as aves, a primatologia e muito mais. Desfruto a aprender cada dia mais destes incríveis companheiros com os que temos a sorte de conviver.

« Anterior

Linfoma em cães, o que é?

Quantos anos vive um coelho?

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.