Ratos como animais de estimação?

Ratos como animais de estimação?

Os ratos são uns grandes roedores que no geral despertam rejeição somente de pensarmos neles. No entanto, muitas pessoas os têm adotado como animais de estimação e encontram uns companheiros adotáveis, extremamente limpos, sociáveis e muito inteligentes. Os ratos que são vendidos como animais de estimação são a mesma espécie dos comuns, mas têm sido selecionados pelos criadores pela sua cor ou temperamento, por isso na atualidade são muito mais sociáveis e menos agressivos com as pessoas do que os seus parentes selvagens.

Como são os ratos animais de estimação?

Os donos de ratos afirmam que eles se comportam e aprendem brincadeiras e truques de maneira similar aos cães; se deres os cuidados apropriados podes ter um animal de estimação que te dê tanta satisfação quanto um cão. Passam boa parte do tempo a fazer carinhos em si mesmos. São muito curiosos e ativos, principalmente as fêmeas. Os machos são maiores, têm um pelo um pouco mais áspero e tendem a ser mais sedentários.

Estes animais são fáceis de cuidar, mas requerem atenção já que por serem grandes precisam de pelo menos uma hora diária de exercícios fora da gaiola. Como são inteligentes, sofrem se não lhes brindares estes cuidados e se não contarem com um meio que seja interessante e que os incentive. São animais muito sociáveis e se adaptam muito melhor ao cativeiro se viverem em grupos de dois ou mais do mesmo sexo. Assim como outros roedores pequenos, é melhor que os ratos que vão conviver juntos se conheçam desde pequenos para que convivam pacificamente; também é importante acostumá-los à tua presença desde o primeiro momento. Tens que fazer carinhos e apanhá-los muitas vezes por dia para domesticá-los e para que logo não tenham medo e se tornem agressivos.

A expectativa de vida dos ratos é de 3 a 5 anos. O seu corpo mede entre 22 e 18 cm de comprimento, sem contar que o rabo mede de 17 a 22 cm mais. Alcançam a puberdade em idade precoce, entre as 6 e 9 primeiras semanas de vida, mas não devem se reproduzir tão jovens. Se fores a uma loja escolher ratos como animais de estimação (lembra que é melhor que tenham um companheiro), garante que os machos e as fêmeas estejam separados antes dessa idade, pois podes te surpreender e adquirir uma fêmea grávida.

São animais de hábitos noturnos assim como outros roedores, mas alguns podem se adaptar aos horários dos seus donos e brincar e se divertir quando eles estiverem por perto, principalmente nas últimas horas da tarde. Para consegui-lo deves tocá-los e falar muito com eles desde pequenos e acostumá-los a ficarem acordados durante o dia. Os ratos domésticos são muito espertos e apegados aos seus donos, podem aprender a ir quando os chamares pelo seu nome e mais alguns truques. Quando estão soltos costumam marcar território com a sua urina, mas a quantidade que deixam é tão pequena que não representa nenhum problema.

A eleição dos ratos como animais de estimação

Se decidires testar a sorte com um desses animais de estimação vais ter que recorrer a uma loja de animais especializada, ou melhor, a locais de adoção de ratos para dar um lar a algum deles. Quando escolheres os teus ratos é importante observar o seu estado de saúde; confere que não tenha secreções nos seus olhos, no seu nariz ou ao redor do ânus, que o seu pelo esteja brilhante e higienizado, e que não esteja muito gordo ou muito magro. A pele deve parecer saudável, sem zonas depiladas nem descamadas ou avermelhadas. Não deve ter protuberâncias nem parasitas externos, como piolhos. Deve se mostrar ativo e curioso, nunca temeroso quando tentas tocá-lo. Quando o segurares, deve relaxar rapidamente se tiver se assustado em um primeiro contato. Por último, observa a sua respiração, que deve ser relaxada e sem dificuldade aparente. As doenças respiratórias são muito comuns nesses animais de estimação.

Existem ratos como animais de estimação de uma grande variedade de cores, unicolor ou com combinações, além de diferentes pelagens, inclusive exemplares sem pelo. Algumas dessas variedades que existem são as de himalaia, azuis, dumbo, rex (com pelo encaracolado), russian blue, velours ou sem rabo. Antes de escolher uma variedade rara, procura informações, já que geralmente uma variação é conseguida à força, a partir da reprodução de animais com anomalias que podem acarretar outros problemas associados.

No nosso outro post sobre “Como deve ser a gaiola do meu rato” podes obter toda a informação necessária para criar um alojamento perfeito para o teu rato de companhia.

SOBRE O AUTOR

Miriam Zazo

Ajudante Técnico Veterinário especializada em etologia canina. Tiendanimal me permite trabalhar no que mais me apaixona: o mundo animal. Consigo conciliar o meu trabalho com voluntariados em protetoras, santuários, reservas e qualquer evento ou atividade relacionada. Tenho participado de diversos seminários e cursos relacionados com a educação canina, as aves, a primatologia e muito mais. Desfruto a aprender cada dia mais destes incríveis companheiros com os que temos a sorte de conviver.

Deixe um comentário