Como adestrar um cão?

Antes de realizar o adestramento de um cão devemos saber diferenciar entre educação e adestramento. Educar um cão é ensinar a se comportar de forma correta ao longo de toda a sua vida; corresponde geralmente à etapa de cachorro, quando aprende as normas de convivência. O adestramento de um cão é um treinamento mais específico que tem como fim que aprenda determinadas ordens ou exercícios.

O ideal é que ambos se complementem, mas, principalmente, precisam ter um método comum: o ensino positivo.

Como adestrar um cão em positivo?

Como comentamos, o adestramento faz referência ao ensino de ordens concretas que costumam ir acompanhadas de uma palavra ou um gesto. Estas podem ser: “senta”, “deita”, “quieto”, “patinha”; mas também podes ensinar exercícios mais complexos como caminhar ao teu lado na rua, ou até mesmo trazer coisas!

O adestramento em positivo é a melhor forma de ensinar ao teu cão esses exercícios, ao mesmo tempo em que o vínculo entre vocês dois é reforçado. Desta forma, tornarás as sessões de adestramento em um exercício divertido para o teu cão. Este método baseia-se na motivação, a recompensa e a diversão.

O adestramento tradicional baseia-se no reforço negativo; o cão aprende à base de castigos, e obedece as ordens por medo.

NUNCA deves repreender, gritar ou bater no teu cão. Este tipo de adestramento não é benéfico para nenhum dos dois, muito pelo contrário.  Tampouco deves utilizar coleiras que enforquem ou elétricas nem castigá-lo quando não obedece a uma ordem.

Adestramento em cães com reforço positivo

Se quiseres saber como adestrar o teu cão deves saber que a paciência e a constância são chaves. Qualquer treinamento deve ser realizado de forma constante e com um trato amável.


Alguns conselhos para um bom adestramento são:

  • Escolher um lugar tranquilo e sem distrações.
  • Adestramento de pelo menos 3-4 dias por semana.
  • Sessões curtas de 10 minutos.
  • Tranquilidade, carinho e paciência.
  • Escolher palavras curtas, claras e concisas para as ordens.
  • Não deixar de praticar os exercícios que já aprendeu.
  • Felicitar com entusiasmo e carícias.
  • Premiar com guloseimas.
  • Sem gritos, correções nem castigos.

Se o teu cão comete um erro durante o adestramento, basta simplesmente dizer “não” com voz firme e não o premiar. Realiza sempre o mesmo exercício em cada sessão até ele aprender e não vários ao mesmo tempo. Uma vez aprendido, podes começar com o novo e adicionar, a modo de revisão, o anterior.

E agora, vamos falar de como ensinar ao teu cão as ordens mais básicas:

Como adestrar um cão para vir quando o chamas?

Este comando é o mais importante e todos os cães deveriam aprender direitinho. É o primeiro que deves ensinar ao teu cãozinho quando ele chegar à tua casa. Lembra-te de não confundir o comando, “anda” com o seu nome.

Com esse comando poderás chamá-lo sempre que quiseres que ele venha e resulta fundamental para poder soltá-lo na rua. Um clicker ou um apito pode ser de grande ajuda para captar a sua atenção mais rapidamente e, porque não, uma deliciosa guloseima.

Antes de começar a chamar desde longe, o cão deve relacionar o som com a guloseima. Para isso, simplesmente basta com fazer o barulho e dar a guloseima; uma vez que ele aprenda que esse som significa guloseima, será muito mais fácil que ele acuda ao teu chamado. Também podes fazê-lo diretamente com a expressão “anda”.

Afasta-te um pouco e repete a ordem para que ele se aproxime para receber o seu prémio. Deves afastar-te cada vez mais para aumentar a dificuldade. Depois, repete o exercício desde outro lugar da casa, de preferência um que ele não te veja. Uma vez tenha dominado isto, podes começar a testar no parque.

Como adestrar um cão para se sentar?

Deixa que ele cheire a guloseima e, com ela guardada na mão, coloca o punho fechado por cima da sua cabeça do lado do focinho, de tal forma que o cão olhe para cima. A maioria dos cães, de forma natural, apoiam o rabo no chão. Quando isso acontecer deves dizer a palavra “senta” ou “sit” e dar o seu prémio. Se não se sentar sozinho, podes ajudar ao fazer uma ligeira pressão com a mão no rabo para que dobre as patas traseiras.

Como adestrar um cão para se deitar?

Quando o teu cão tiver aprendido a se sentar, podes passar ao seguinte comando: “deita”. Este é um dos mais fáceis. Deves fazer com que se sente, como já sabe e, no lugar de dar a sua guloseima, dirige a mão para a frente no chão, para incentivá-lo a se deitar. Quando estiver deitado, deves dar a ordem para que a vincule com esse movimento e entregar o seu prémio. Se não o fizer sozinho, podes deslizar as suas patas dianteiras para a frente.

Como adestrar um cão para dar a pata?

Esta ordem não é realmente necessária, já que não é útil no seu dia-a-dia, mas é um clássico.

Primeiro, deves indicar que se sente para que se encontre mais confortável e seja mais fácil dar a pata. Além do mais, também estará mais concentrado depois dessa primeira ordem.

Fica na sua frente, mostra o seu prémio e deixa que o cheire com o punho fechado. O normal é que tente abrir a mão com a sua pata para tentar consegui-lo; quando fizer isso, fala “pata” ou a palavra que tiveres escolhido e abre a mão para que o apanhe. Se não golpear a tua mão, podes dar toque na sua pata ou apanhá-la para que entenda o que queres.

É importante que a ordem sempre tenha o acompanhamento do gesto com a mão. Uma vez tiver aprendido a dar uma pata podes ensinar “a outra” para que dê ambas.

Como adestrar um cão para ficar parado?

Primeiro devemos começar perto e progressivamente afastar-nos. Chama pelo seu nome seguido de um “fica” ou “stop” acompanhado da mão no alto aberta. Afasta-te mais um bocado e repete o comando. Podes experimentar dizer que se sente primeiro (uma vez que conhecer bem este comando) e depois afastar-te aos poucos para ensinar este novo comando. Este exercício é muito prático na rua.

Se quiseres aprender mais sobre adestramento de cães, dá uma olhadela neste artigo sobre regras básicas de sucesso para o adestramento canino e este outro sobre o uso do clicker.

Recorda que cada cão aprende a uma velocidade diferente e que deves ser constante e ter paciência. Às vezes podem demorar muito em aprender um comando, não desesperes!


Ajudante Técnico Veterinário especializada em etologia canina. Tiendanimal me permite trabalhar no que mais me apaixona: o mundo animal. Consigo conciliar o meu trabalho com voluntariados em protetoras, santuários, reservas e qualquer evento ou atividade relacionada. Tenho participado de diversos seminários e cursos relacionados com a educação canina, as aves, a primatologia e muito mais. Desfruto a aprender cada dia mais destes incríveis companheiros com os que temos a sorte de conviver.

« Anterior

Coronavírus em cães

Como conservar a ração do teu animal de estimação

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.