Como ensinar a usar a caixa de transporte ao teu cão?- Parte II

Na primeira parte de “Como ensinar ao teu cão a usar a caixa de transporte?” falamos dos diferentes tipos de caixa de transporte que existe e os benefícios das mesmas. Nesta segunda parte falaremos de diferentes estratégias e ações para que este acessório faça parte da nossa rotina.

O uso da caixa de transporte deve ser inculcado desde cachorro

Logicamente quanto mais cedo for apresentada, mais fácil será a sua adaptação e tudo o que passar próximo da caixa de transporte, ou relacionado com ela, será de agrado para o cão. Evidentemente não a utilizaremos como zona de castigo, repressão, ou no início, para afastá-lo quando outros cães ou crianças se aproximam.

Para o nosso cão a caixa de transporte deve ser igual que guloseimas e diversão

Como comentávamos anteriormente, tudo o que aconteça perto da caixa de transporte deve ser do agrado do animal de estimação, brincaremos com os seus brinquedos favoritos ou daremos deliciosos snacks, e à medida que o cão ganhar confiança colocaremos os brinquedos ou os snacks dentro da caixa de transporte.

Assim, o cão cada vez mais terá que entrar no seu interior para apanhar a sua recompensa. Esta atividade pode ser feita num mesmo dia ou numa mesma sessão de brincadeira. Em uma outra sessão começaremos igual, mas pronto passaremos a um outro grau, arremessaremos vários snacks espalhados no interior, para que tenha de ficar entretido no seu interior para comê-los todos.

À medida que o seu medo diminuir optaremos por dar os snacks um por um, mas arremessá-los a uma certa distância, com a intenção de que o cão entre, apanhe o snack e saia. Repetir o exercício várias vezes e terminar, novamente, com vários snacks espalhados no seu interior, como prémio final.

Uma vez passada esta fase e sempre mediante a brincadeira, a diversão, em definitiva, um ambiente agradável e divertido para o cão, passaremos à permanência e a prolongação da mesma no interior da caixa de transporte. Deixaremos vários snacks espalhados pelo interior e colocaremos o cão dentro, fecharemos a porta e o cão ficará a comer.

Quando tiver acabado, com a porta fechada, a cada vários segundos daremos um snack na sua boca. Em uma próxima sessão faremos o mesmo, mas prolongaremos os tempos, e nos afastaremos um pouquinho para, quando considerarmos oportuno, desaparecer da vista do cão e regressar depois para premiá-lo com outro snack. Nas próximas sessões prolongar o tempo de “ausência” e regressar com um prémio. Uma vez superada esta fase, e segundo os avanços, podemos realizar em um primeiro momento trajetos curtos e aos poucos prolongá-los.

Como manter o interesse do nosso cão pela caixa de transporte?

Uma vez chegado neste ponto devemos ter vários outros fatores presentes para manter o gosto pela caixa de transporte. De vez em quando, após ter passado um tempo encerrado, tentar que a saída seja para brincar como ele. Provavelmente nas primeiras vezes, para que entre na sua caixa de transporte, devamos colocar um snack no seu interior para que saiba que se ele entrar sempre haverá um prémio à sua espera. Mas quando entrar apenas com as nossas indicações, devemos premiá-lo com elogios. Evidentemente nunca deve ser utilizada como zona ou lugar de castigo.

E os vossos pequenos? Gostam da sua caixa de transporte?


« Anterior

O bom tempo e os gatos – Parte I

Conselhos para ensinar o teu cão a ficar quieto

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.

Natal