Controlo e manejo da água nos lagos de jardim

Do mesmo modo que a base da jardinagem terrestre é um bom substrato rico em matéria orgânica e micronutrientes, no lago de jardim a qualidade da água é fundamental.

Se vai ser usada água da torneira, é necessário tratá-la antes de adicioná-la ao lago. Esta água geralmente contém produtos químicos, como o cloro ou a cloramina, que são acrescentados para torna-la potável. O cloro é tóxico para os peixes. É um gás que foge do ar em poucos dias e com um arejador, em apenas 24 horas. Para eliminá-lo rapidamente existem produtos no mercado chamados anti-cloro que são adicionados à água antes de introduzi-la no tanque, seguindo as instruções do fabricante.

A água de camadas subterrâneas é no geral dura. É conveniente controlar o pH para que não seja mais alcalino do que 8.

Para manter a água clara e eliminar resíduos orgânicos tóxicos, encontramos no lago colónias de milhões de bactérias aeróbicas que fazem parte do filtro biológico e são as encarregadas da transformação do amoníaco, proveniente dos resíduos dos peixes e do material orgânico vegetal em decomposição, em nitritos e nitratos. Para acelerar esse processo pode-se adicionar ao novo lago bactérias com forma líquida ou comprimidos, específicos para o uso em aquários ou tanques.

É importante a quantidade de oxigênio dissolvido na água. Para aumentar o nível deste gás tão necessário para os peixes e as bactérias benéficas, são usadas plantas oxigenadoras, fontes ou cascatas que mexem a água e a oxigenam, ou por um arejamento artificial através de um arejador. É muito importante que fique colocado no mais profundo do lago com uma pedra difusora para permitir a formação de borbulhas menores e façam o maior percurso possível através da água. Isto ajuda também a misturar as camadas de água a diferente temperatura e conseguir um ambiente mais uniforme.

O pH da água é algo que também devemos controlar. Se estiver entre 6.5 e 8.5 está bem (7 é neutro, valores menores ácidos e maiores, alcalinos). As plantas aquáticas preferem um intervalo de entre 6.5 e 7. Se os peixes estão ativos e as plantas estão a florescer bem, é melhor não tentar modificar o pH. Porém, se te aperceberes que não prosperam, então terás de comprar um kit para medir o pH e utilizar algum produto específico para conseguir o valor apropriado.

Existem também formas naturais de manter a água. Um lago com um ecossistema em equilíbrio tem águas transparentes, podendo chegar a levemente castanhas. Uma forma de controlá-las é mediante a plantação de abundante quantidade de plantas aquáticas, submergidas, flutuantes e marginais. Um dos contaminantes mais frequentes são as algas, sobretudo em lagos com profundidade insuficiente, e a eliminação é muito dificultosa. Pode-se usar algicidas específicos para ajudar no controlo, mas não são 100% efetivos. A adição de turfa à água pode ter um efeito benéfico, já que acidifica levemente o meio, tornando-o incómodo para as algas.

« Anterior

Cuidados do lagarto de língua azul

Parto em cadelas – Tudo o que precisas saber

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.