Leishmaniose canina: proteja o seu cão

,

Hoje gostaríamos de lhe falar sobre uma doença que certamente conhecerá se tiver um cão, dada a gravidade das suas consequências: a leishmaniose canina. Se não conhecer, não se preocupe, vamos dar-lhe uma breve visão geral. Tome nota!

O que é a leishmaniose?

É uma doença parasitária transmitida por um mosquito chamado flebótomo. Está presente em locais húmidos e temperaturas temperadas. O seu contágio e propagação está a aumentar devido ao aumento das temperaturas em Espanha, pelo que é importante proteger os animais de estimação, uma vez que a sua mordedura pode ser fatal se não for tratada.

A transmissão é simples: o mosquito morde um cão saudável e deposita os parasitas na corrente sanguínea. Aparece uma primeira lesão, geralmente no nariz ou na orelha, e a partir dessa primeira mordedura espalha-se para os órgãos.

Aqui estão os sintomas mais comuns:

Sintomas de leishmaniose

Atualmente, existem diferentes tratamentos que nos ajudam a manter esta doença “à distância”, a fim de reduzir todos os seus sintomas, entre os quais podemos destacar:

  • Problemas de pele (caspa, alopecia ou perda de cabelo à volta dos olhos, orelhas e nariz, etc.)
  • Aparecimento de feridas que também levam tempo a sarar devido ao sistema imunitário estar afetado.
  • Apatia e falta de apetite.
  • Perda de peso.
  • Complicações secundárias tais como problemas renais, problemas hepáticos, etc.

Existe uma cura para a leishmaniose?

Neste momento não existe cura para a leishmaniose, pelo que é essencial uma prevenção e proteção adequadas contra a picada do mosquito (flebótomo) que a provoca.

5 Medidas para proteger o seu animal de estimação da leishmaniose

1º Acessórios e soluções

Para este fim, existem numerosas soluções desparasitantes no mercado como acessórios, tais como coleiras, pipetas e até sprays, que repelem o mosquito da Leishmania e protegem o seu animal de estimação de forma mais eficaz.


2º Evitar lugares húmidos e horas de pouca luz

Outras medidas que pode ter em conta é evitar caminhar em zonas próximas de rios e nas horas de pouca luz (crepúsculo e madrugada) quando o mosquito da leishmania está mais ativo.

3º Redes mosquiteiras e repelentes ambientadores

Se vive numa área onde os mosquitos são altamente prevalecentes, também pode ajudar colocar uma rede de malha fina nas janelas e utilizar repelentes ambientais para impedir a sua entrada.

4º Proteção durante todo o ano

Existem zonas onde, mesmo no inverno, há atividade mosquiteira, pelo que é aconselhável manter sempre o seu animal de estimação protegido.

5ª Vacina

Existe também uma vacina contra a leishmaniose canina. Consulte o seu veterinário para saber os prós e contras desta vacina e ver se é recomendada para o seu animal de estimação, dependendo do seu cão, onde vive, etc.

Se precisar de algo para o seu animal de estimação, na Tiendanimal queremos ajudá-lo. Encontre a sua loja mais próxima ou se preferir, faça a sua encomenda na nossa loja online especializada em produtos para animais de estimação, e não perca as nossas ofertas!

« Anterior

Como evitares que o teu gato se perca

Como dar banho a um cachorro

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.