O gato comum

O gato comum é o mais difundido e popular entre a população felina, já que se calcula que apenas 2% dos gatos caseiros são de raça.

Os gatos de raça gozam de prestígio e admiração e estão destinados a viver como reis no interior das casas, desfrutando do respeito dos seus amos. No entanto, o gato comum é o mais difundido e popular. Calcula-se que apenas 2% dos gatos caseiros são de raça.

A sua supremacia é devida à sua formidável resistência, já que durante muito tempo os proprietários deste tipo de gatos não cuidavam demasiado deles, deixando-os perambular livremente pela rua e alimentando-se de qualquer coisa que encontraram, além da comida em casa. Muitos deles eram um pouco selvagens e não se deixavam apanhar pelos donos para ir ao veterinário no caso de doença. No caso de conseguir levá-los à força, às vezes era impossível dar-lhes a medicação indicada.

O gato comum não tem valor econômico. É um gato que as pessoas não compram, mas que oferecem ou adotam e nem é ele próprio quem escolhe espontaneamente o seu novo amo. Para muitos proprietários representa poucas despesas, já que não requer tratamentos de beleza e as visitas à consulta do veterinário são esporádicas. Às vezes até são vacinados quando cachorros, mas depois nunca mais são controlados.

Porém, o gato comum conseguiu melhorar a sua situação com os avanços da medicina e a evolução dos conhecimentos dos proprietários. Atualmente, tem tantos cuidados como qualquer gato de raça. Os seus donos os adoram, mimam, apreciam o seu gosto pela independência, a sua esperteza legendária e o aspeto rústico e vigoroso. São “modelos exclusivos”, já que nenhum gato comum é igual ao outro.

É normal esquecer também que o gato comum é o antecessor de várias raças felinas, como o gato de pelo curto inglês, o gato de pelo curto americano, o Rex, o Europeu, o Scottish Fold e o LaPerm. Contribuiu também a melhorar e conseguir novas cores em gatos de grande estirpe, como o Siamês Tabby ou o Birmano, o carey dos Persas e também a pelagem bicolor.

Todos os gatos comuns têm os traços de personalidade selvagem e independente dos felinos, a sua habilidade para a caça, a flexibilidade e mantêm intacta essa capacidade para guardar as distâncias sem que o seu protetor fique ofendido, embora também encontremos esses gatos que “parecem cães” pelo desejo de estar perto dos donos (ou será mais apropriado dizer os seus companheiros?). Quem disse a frase “Deus criou o gato para que o homem pudesse acariciar o leão” teve muita razão.


« Anterior

A linguagem do gato

Cuidado com os ouvidos nos cães e gatos

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.