Terrier escocês

,

São originários das Terras Altas de Escócia, mas nada mais se sabe sobre a origem desta raça e o momento em que fez a sua primeira aparição. Acredita-se que já existia quando os romanos invadiram Grã-Bretanha. Era um cão exclusivamente de trabalho, por tanto existiam tantas variedades como criadores, já que não se seguia um padrão, cada um buscava as melhores aptidões para o trabalho que deviam realizar. Os rasgos atuais se fixaram a finais do século XIX, e foi James IV da Escócia, ao tornar-se em James I de Inglaterra, o primeiro que levou o terrier escocês, do seu país natal, para Londres.

É pelo caráter desenvolvido do Terrier escocês que tem a alcunha de «palhaço dos terriers», e a sua elegante aparência fez com que ascendesse à categoria de cão de luxo. Contudo, é um bom caçador, graças à sua agilidade e liberdade de movimentos apesar das suas patas curtas. É um excelente cão caçador de ratos e um ótimo guardião.

Aspeto geral do Terrier escocês

  • Cabeça longa, triangular e relativamente volumosa, com relação ao tamanho do animal. Crânio ligeiramente convexo e bastante largo. Stop breve, mas visível. Focinho forte, de dorso alongado e com abundante pelo que cobre os lábios. Nariz grande, largo e muito pigmentado. Mandíbulas potentes, mordida em tesoura, com dentes grandes. Lábios apertados, finos. Olhos amendoados, pequenos, de cor castanho escuro, separados entre eles, de olhar penetrante, inteligente, meigo e carinhoso. Orelhas de inserção alta, pequenas, pontiagudas, de textura fina e de porte erguido.
  • Corpo compacto, robusto e coberto de um pelo denso, algo crespo e de toque áspero. Pescoço musculoso, de longitude moderada, elegante. Dorso proporcionalmente curto, muito musculoso e reto. Lombo musculoso, profundo e forte. Peito amplo, espaçoso e profundo, que descende entre as extremidades anteriores até por debaixo da ponta do cotovelo, com franjas longas que chegam até o chão.
  • Extremidades com bons ossos, curtas, paralelas, muito poderosas. Pés com sola forte e dedos apertados e arqueados, cobertos de pelo, com unhas muito pigmentadas.
  • Cauda de comprimento médio, uns 17 cm, sem amputar, reta ou ligeiramente curva em forma de sabre. Porte vertical quando presta atenção.
  • Pelagem preta, preta listrada, cinzenta listrada ou trigo. São admitidas a cor cinzenta metálico, cinzenta azul, castanho listrado e amarelo areia. Pelo muito abundante, duro, áspero e denso. Curto e sem franjas nas orelhas. Possui uma grande resistência às intempéries.
  • Tamanho de 25 a 28 cm. Peso de 8 a 10 kg nos machos, as fêmeas pesam um pouco menos.
  • Defeitos: orelhas caídas, largas, demasiado longas, peludas, redondas na ponta. Lombo afundado ou arqueado. Ventre alongado. Pelagem com manchas brancas, exceto alguma reduzida no peito. Pelo sedoso, encaracolado ou ondulado.

SOBRE O AUTOR

Miriam Zazo

Ajudante Técnico Veterinário especializada em etologia canina. Tiendanimal me permite trabalhar no que mais me apaixona: o mundo animal. Consigo conciliar o meu trabalho com voluntariados em protetoras, santuários, reservas e qualquer evento ou atividade relacionada. Tenho participado de diversos seminários e cursos relacionados com a educação canina, as aves, a primatologia e muito mais. Desfruto a aprender cada dia mais destes incríveis companheiros com os que temos a sorte de conviver.

« Anterior

Tartaruga como animal de estimação para crianças

Terrário de iguanas: calor, luz e humidade

Seguinte »

Deixe um comentário

¿Necesitas hacer una consulta veterinaria? Recuerda que tu veterinario de confianza es siempre el mejor profesional para ayudarte con la salud y el cuidado de tu mascota. Mas, da Tiendanimal , queremos sempre oferecer o melhor e, para isso, temos uma equipe de especialistas que o aconselharão através do Serviço de Consulta Veterinária em nosso site.