Como alimentar um coelho caseiro

Como alimentar um coelho caseiro

O que deve comer um coelho?

Existem na atualidade muitas rações para coelhos formuladas para diferentes idades e tamanhos que facilitam a alimentação destes simpáticos animais de estimação. No entanto, é muito importante ressaltar que as rações são apenas uma pequena parte da dieta total de um coelho, já que o componente mais abundante e fundamental para a sua saúde é o feno.

Os coelhos na natureza estão preparados para ingerir grandes quantidades de material fibroso, com uma percentagem de gordura, hidratos de carbono e proteínas muito baixa. Esta quantidade de fibra mantém uma boa mobilidade do intestino. O aparelho digestivo dos coelhos tem um ceco grande com uma população de bactérias que fermenta o feno e libera os nutrientes para que o coelho possa aproveitá-los. Qualquer mudança significativa na alimentação altera a motilidade intestinal e afeta as colónias de bactérias benéficas e produz um crescimento excessivo das nocivas, provocando constipação e uma intoxicação que pode chegar a ser tão grave como para matar o coelho.

Vejamos agora as rações para coelhos. As primeiras rações foram desenvolvidas para animais em reprodução, os quais necessitam um rápido aumento de peso ou alimentar animais submetidos a stress permanente, que devem procriar o mais cedo possível e vivem num estado de lactação quase permanente. Estas condições não são as que deve suportar um coelho que vive como animal de estimação num lar, pelo que as rações têm no geral demasiadas proteínas e calorias para eles. Uma ração para coelhos caseira não deveria conter mais de 14% de proteína e 1-2% de gordura, e não deve haver gordura de origem animal nos ingredientes, dado que os coelhos vegetarianos não estão preparados para processá-la.

Então, como deve ser a dieta de um coelho? O ideal é dar-lhe uma pequena quantidade de ração de boa qualidade por dia para uma correta nutrição. Calcula-se que um coelho deve receber não mais de ¼ e ¾ de chávena de ração por dia, segundo o seu tamanho. Esta dose é suficiente para que receba os nutrientes que precisa. O resto da dieta deve estar formada por feno fresco à sua disposição em todo o momento e uma dose de 2 a 4 chávenas de vegetais cada dia. O feno mais recomendado é o timóteo, mas qualquer feno ou relva seca é igualmente saudável, sempre que não contenha pesticidas. Convém não abusar da alfafa, já que contém demasiado cálcio. Muitas ervas silvestres resultam excelentes nutrientes, como o dente-de-leão, a camomila e outras ervas digestivas.

Quais vegetais convém dar a um coelho? Para evitar problemas nutricionais, é conveniente oferecer-lhe 2 ou 3 vegetais diferentes cada dia e alterar os ingredientes cada vez que fores ao mercado. Alguns vegetais devem ser fornecidos em pequenas quantidades, como as couves silvestres, mostarda preta e espinafres, já que contém sais de oxalato que podem resultar tóxicas se ficarem acumuladas. Outros vegetais que convém reduzir são as favas, batatas e algumas alfaces e também os cereais, que contém demasiadas calorias.

Se estás a alimentar o teu animal de estimação apenas com pellets para coelhos, deverás fazer mudanças graduais até chegar à alimentação que te sugerimos. Qualquer mudança brusca na dieta, embora seja com alimentos muito saudáveis, pode causar alterações no trânsito intestinal muito perigosas para o teu coelho, como já te explicamos.

Dra. Isabel Iglesias

Artigos relacionados

Deixe um comentário